Banca de DEFESA: CARLOS EDUARDO COSTA DE CAMPOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLOS EDUARDO COSTA DE CAMPOS
DATA: 23/02/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Aula da Pós-Graduação em Psicobiologia
TÍTULO:

Ecologia de Comunidades e Comportamento Reprodutivo de Anfíbios Anuros em Savana Amazônica


PALAVRAS-CHAVES:

Anuros, Savana amazônica, Composição, Riqueza, Estrutura de comunidades, Comportamento reprodutivo.


PÁGINAS: 147
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

As Savanas amazônicas ocorrem em manchas disjuntas por extensas áreas de floresta nos Estados do Amapá, Amazonas, Pará e Roraima. Para essas áreas é reconhecida variação considerável na composição de espécies da anurofauna entre as localidades e as fitofisionomias das Savanas amazônicas; no entanto, em função da carência de estudos ecológicos, especialmente sobre comportamento reprodutivo, uma amostragem sistemática, especificamente na Savana amapaense, é relevante na Amazônia Oriental. Nessa perspectiva, foi estudada uma área de Savana no Estado do Amapá quanto à composição, ecologia e comportamento reprodutivo de anfíbios anuros. Para as amostragens dos anuros, foram realizadas 24 excursões para observacões e/ou coletas, de janeiro de 2009 a dezembro de 2010 em cada fitofisionomia (Savana gramíneo-lenhosa, Savana gramíneo-lenhosa arbustiva, Savana parque e Savana arbórea), através de busca ativa e auditiva ao longo de 20 parcelas de 100x50 metros. Foram registradas 21 espécies de anuros, incluindo quatro novos registros de ocorrência para o Estado do Amapá: Dendropsophus walfordi, Scinax fuscomarginatus, Pseudopaludicola boliviana e Elachistocleis helianneae. A análise de variância de Kruskal-Wallis revelou diferenças significativas quanto a riqueza e a diversidade de espécies entre as fitofisionomias (p < 0.05). A análise de similaridade de Bray Curtis reconheceu as fitofisionomias em três grupos: Savana arbórea, Savana gramíneo lenhosa e gramíneo lenhosa arbustiva, e Savana parque. Através do Ordenamento por escalonamento não-métrico multidimensional, a comunidade de anuros resultou em agrupamentos distintos nas três fitofisionomias amostradas, com diferenças significativas (ANOSIM, R = 0.823; p < 0.001), indicando diferença na composição de espécies. No estudo de ecologia de comunidades, os valores obtidos para largura dos nichos espacial, temporal e trófico sugerem que as espécies de anuros da Savana amapaense é composta predominan-temente por espécies generalistas. As análises de modelos nulos indicaram a ocorrência de estruturação na comunidade quanto aos nichos temporal e trófico, indicando influência significativa de fatores ecológicos contemporâneos nesse processo. A ausência de estrutura quanto ao nicho espacial pode ser explicada pela segregação espacial na distribuição e ocupação dos anuros nas diferentes fitofisionomias da Savana amapaense, resultante de especializações. As estratégias reprodutivas, 11 espécies de anuros foram classificadas com padrão de reprodução prolongado, intrinsecamente ligado ao período chuvoso e ao modo reprodutivo da maioria das espécies, que apresentaram desova em corpos d’água lênticos. Foram registrados seis modos reprodutivos, com cuidado parental para as espécies Leptodactylus macrosternum e L. podicipinus, que apresentaram modos reprodutivos caracterizados pelas desovas em ninhos de espuma. Quanto às estratégias reprodutivas comportamentais, a estratégia do macho vocalizador foi constatada em todas as espécies de anuros; a estratégia do macho satélite foi registrada apenas para as espécies D. walfordi, Hypsiboas multifasciatus, S. nebulosus e S. fuscomarginatus; a procura ativa por fêmeas foi registrada para as espécies Phyllomedusa hypochondrialis e L. fuscus e, a estratégia de macho deslocador ocorreu apenas em Rhinella major e R. margaritifera. Dos comportamentos reprodutivos registrados, a exibição da garganta e do saco vocal está relacionado ao comportamento de corte e territorialidade exibido pelos machos. Além dos comportamentos de corte, sinais visuais associados foram registrados para os anuros da Savana amapaense.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1121066 - ELIZA MARIA XAVIER FREIRE
Externo à Instituição - GILDA VASCONCELLOS DE ANDRADE - UFMA
Externo à Instituição - MARCELO NOGUEIRA DE CARVALHO KOKUBUM - UFCG
Interno - 350638 - MARIA DE FATIMA ARRUDA DE MIRANDA
Interno - 026.781.599-90 - WALLISEN TADASHI HATTORI - UFRN
Notícia cadastrada em: 12/02/2015 15:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao