Banca de DEFESA: CLAUDIA CECÍLIO DAHER

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CLAUDIA CECÍLIO DAHER
DATA : 22/07/2022
HORA: 13:30
LOCAL: Link de acesso para videoconferência: https://meet.google.com/jby-pwhb-gef
TÍTULO:

DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES COSMÉTICAS ANTIOXIDANTE E FOTOPROTETORA A PARTIR DO RESÍDUO INDUSTRIAL DO SISAL (Agave sisalana Perrine)


PALAVRAS-CHAVES:

Agave sisalana; antioxidante; cosméticos; Fotoproteção.


PÁGINAS: 109
RESUMO:

O sisal é a principal fibra dura produzida no mundo. Na composição química do resíduo de Agave sisalana, são encontrados carboidratos, saponinas e compostos fenólicos. Os compostos fenólicos são utilizados na indústria cosmética com atividades fotoprotetora e antioxidante. Este trabalho teve como objetivo desenvolver uma formulação multifuncional com atividades antioxidante e fotoprotetora a partir do resíduo industrial de A. sisalana. Foi realizado uma extração por ultrasonicação do material vegetal sólido, variando as concentrações do agente extrator (etanol/água 50%, 80% e 100%). O extrato com melhor rendimento foi caracterizado quimicamente e avaliado quanto a atividade antioxidande in vitro. Foram preparadas dez formulações fotoprotetoras variando as concentrações dos emulsificantes e o tempo de cisalhamento. O extrato de A. sisalana a 1,0% foi incorporado às formulações mais estáveis e a estabilidade preliminar e acelerada dessas foi avaliada e investigada quanto a segurança. As formulações fotoprotetoras contendo ou não o extrato que se apresentaram estáveis após 90 dias, tiveram a determinação do Fator de Proteção Solar in vivo, Fator de Proteção UVA, comprimento de onda crítico, e proteção contra a luz visível e azul. A extração por ultrassom utilizando etanol/água 50%, como veículo extrator foi a que apresentou melhor rendimento. O extrato exibiu boa concentração de compostos fenólicos e apresentou atividade antioxidante in vitro nas diferentes etapas da cascata oxidativa. Emulsões sem e com o extrato de A. sisalana 1,0% se mantiveram estáveis durante 90 dias, apresentando comportamento reológico desejável para um cosmético de uso tópico. A emulsão contendo o extrato de A. sisalana apresentou-se segura após os estudos clínicos. Verificou-se que a adição do extrato a formulação fotoprotetora aumentou estatisticamente o FPS quando comparada a formulação sem o extrato com proteção contra radiação UVA, comprimento de onda crítico, absorção da luz visível e azul e contemplam as exigências da legislação atual para protetores solares. Diante dos resultados apresentados o resíduo sólido de A. sisalana pode ser utilizado como ingrediente de formulações cosméticas fotoprotetoras e antioxidantes.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2378605 - CRISTIANE FERNANDES DE ASSIS
Externo à Instituição - GABRIEL AZEVEDO DE BRITO DAMASCENO - UFBA
Externa ao Programa - 2569445 - LOURENA MAFRA VERISSIMO - nullPresidente - 1714294 - MARCIO FERRARI
Externo à Instituição - PEDRO ALVES DA ROCHA FILHO - USP
Notícia cadastrada em: 04/07/2022 17:30
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao