Banca de DEFESA: JULIANA DA ROCHA E SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIANA DA ROCHA E SILVA
DATA: 05/08/2013
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO CENTRO DE EDUCAÇÃO/UFRN
TÍTULO:

A CONCEPÇÃO DE ENSINO SOB MEDIDA NA OBRA “HYGIENE MENTAL E EDUCAÇÃO” (1927), DE LUIZ ANTONIO DOS SANTOS LIMA


PALAVRAS-CHAVES:

Higiene mental. Ensino sob medida. Educação completa. Práticas de higienização. Mentes escolares.


PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Esta dissertação examina a concepção de ensino sob medida proposta pelo
médico e educador potiguar Luiz Antonio dos Santos Lima, em sua tese de
doutoramento “Hygiene Mental e Educação”, publicada no ano de 1927. Para tanto,
partimos da hipótese de que esse pensador apropriou-se de parte da teoria
educacional formulada por Èdouard Claparède – especificamente, dos conceitos de
ensino sob medida e educação completa pensados pelo suíço – e, considerando a
realidade social brasileira do início do século XX, ressignificou esses conceitos,
adaptando-os ao contexto do país. Para a execução do proposto, optou-se pelo
estudo bibliográfico, no qual foi feito o aporte teórico da investigação, tendo como
referência os autores cujos estudos remetiam ao momento histórico brasileiro do
final do século XIX e início do século XX, nosso recorte temporal. Quanto à
compreensão e tratamento metodológico do discurso, tido como socialmente
construído, aderiu-se ao enfoque analítico das postulações foucaultianas, nas quais
a sociedade disciplinar é analisada a partir das relações de poder e saber nela
existente. A principal fonte de pesquisa foi a obra “Hygiene Mental e Educação”,
publicada como requisito da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro para Luiz
Antonio obter o diploma de médico. Desse modo, constatou-se que a concepção de
ensino sob medida para a educação completa dos escolares, proposta na tese de
doutoramento de Luiz Antonio dos Santos Lima, estava relacionada às
anormalidades de caráter mental que as crianças pudessem apresentar. O ensino
escolar pensado pelo potiguar seria na medida dos desvios morais, intelectuais e
comportamentais do indivíduo e faria uso das práticas de higienização das mentes
num processo normalizador que, voltado para o futuro civilizado e desenvolvido da
nação brasileira, controlaria, vigiaria e corrigiria os pensamentos dos escolares.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149638 - ANTONIO BASILIO NOVAES THOMAZ DE MENEZES
Externo à Instituição - HELOÍSA HELENA PIMENTA ROCHA - UNICAMP
Interno - 1149346 - MARIA ARISNETE CAMARA DE MORAIS
Interno - 6347203 - MARLUCIA MENEZES DE PAIVA
Notícia cadastrada em: 03/07/2013 14:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao