Banca de DEFESA: ADRIANO MEDEIROS COSTA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIANO MEDEIROS COSTA
DATA: 19/10/2012
HORA: 08:00
LOCAL: SALA DE MULTIMEIOS/NEPSA/CCSA/UFRN
TÍTULO:

POR TRÁS DE LINKS, SEMPRE EXISTEM PESSOAS:

O ANONIMATO COMO FATOR DE PERTENCIMENTO

NO USO DE REDES SOCIAIS ON-LINE EM PROJETOS EDUCACIONAIS.


PALAVRAS-CHAVES:

Redes sociais on-line, tecnologia educacional, utopia, dialética, ideologia e agir comunicativo. 


PÁGINAS: 304
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Esta tese investigou como as redes sociais on-line que permitem postagens anônimas podem ser utilizadas por professores e alunos para a promoção da Educação Sexual de modo a atender as necessidades e as expectativas dos jovens diante de um tema transversal notavelmente tabu. O qual necessita de estratégias pedagógicas mais eficientes do que as tradicionalmente oferecidas. Com essa experiência, realizada em um minicurso sobre sexualidade e saúde, buscou-se ir além da utilização das redes sociais para o entretenimento social, mostrando que podem ser um ambiente que favorece o processo de ensino-aprendizagem. A pesquisa foi fundamentada na convergência dos conceitos de comunicação para Paulo Freire e Jürgen Habermas. Bem como nos conceitos filosóficos de utopia, ideologia e dialética que se inter-relacionam não só entre si, mas também com o próprio campo da educação. Metodologicamente nesta tese foi adotada a categoria da pesquisa qualitativa, o método é uma combinação de estudo de caso com pesquisa-ação. A técnica foi à aplicação de questionários, a coleta de dados foi presencial e os tipos de dados foram primários. Por fim, apresentam-se, então, a concepção de que a comunicação não está no meio, mas sim na relação de confiança que se estabelece entre os interlocutores. Desta forma, é possível afirmar que quando um aluno tem sua necessidade atendida ao conseguir esclarecer suas dúvidas sobre sexo com seu professor através de uma rede social on-line que permita anonimato e através da qual o aluno sabe que quem responde é o seu professor, mas o professor não consegue distinguir a identidade de seu aluno, essa relação dialógica atende a pretensões de validez que a caracterizam como ação comunicativa em potencial.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 346615 - ARNON ALBERTO MASCARENHAS DE ANDRADE
Interno - 1149390 - JOAO MARIA VALENCA DE ANDRADE
Interno - 350699 - MARCOS ANTONIO DE CARVALHO LOPES
Externo ao Programa - 1544780 - JOAO TADEU WECK
Externo à Instituição - LUIZ CUSTÓDIO DA SILVA - UEPB
Externo à Instituição - MIRIAN DE ALBUQUERQUE AQUINO - UFPB
Notícia cadastrada em: 02/10/2012 09:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao