Banca de DEFESA: VALERIA MARIA SOARES SILVA DE GOES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VALERIA MARIA SOARES SILVA DE GOES
DATA: 24/09/2012
HORA: 09:00
LOCAL: SALA F2/SETOR V/UFRN
TÍTULO:

REFLEXÃO SOBRE AGRESSIVIDADE, VIOLÊNCIA E BULLYING NA ESCOLA: PERSPECTIVAS DE CONTRIBUIÇAO DAS PRATICAS CORPORAIS COOPERATIVAS


PALAVRAS-CHAVES:

agressividade, escola, educação física escolar, práticas corporais cooperativas, valores humanos.


PÁGINAS: 124
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

A presente dissertação relata uma proposta de intervenção pedagógica embasada
na utilização de práticas corporais cooperativas durante aulas de educação física, no
intuito de criar situações que permitam ao educando refletir sobre a violência e suas
consequências nas relações sociais na escola. Para tanto, partimos da seguinte questão
de estudo: quais as perspectivas de a educação física contribuir para minimizar as
atitudes agressivas e violentas dos alunos na escola? Centrado no objetivo de refletir
sobre a agressividade, a violência e o bullying na escola, à luz de uma fundamentação
teórica e nas perspectivas de contribuição das práticas corporais cooperativas para a
diminuição dos seus efeitos no ambiente escolar, em particular nas aulas de educação
física, buscamos envolver os alunos em atividades que estimulavam a expressão de
valores humanos, como solidariedade, respeito e cooperação, entre outros. Nesse
intuito, optamos por um estudo etnográfico, devido à possibilidade de interação próxima
entre investigador e investigado. Nossa pesquisa está diretamente ligada aos aspectos
sociais que envolvem os problemas da sociedade de uma maneira geral, na tentativa de
diminuir os problemas decorrentes de situações de agressão que acontecem numa
determinada escola municipal da cidade de Natal/RN, sendo a amostra constituída por
alunos do 6º ano do Ensino Fundamental. A análise das situações práticas vivenciadas
pelos alunos mostrou-se eficaz para minimizar as atitudes agressivas no espaço escolar,
bem como abrem perspectivas para que os educadores lidem melhor com tais atitudes,
aproveitando-as para educar os alunos no sentido de estimular as boas relações.
Acreditamos, com esta pesquisa, podermos compartilhar com outras escolas nossas
experiências, na tentativa de resolução de problemas semelhantes a respeito da temática
da agressividade, respeitando naturalmente a especificidade de cada escola em
particular.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149620 - JOSE PEREIRA DE MELO
Interno - 1038320 - KARENINE DE OLIVEIRA PORPINO
Externo ao Programa - 1714249 - MARIA APARECIDA DIAS
Notícia cadastrada em: 14/09/2012 16:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao