Banca de DEFESA: DANIELA CUNHA TERTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELA CUNHA TERTO
DATA: 06/07/2012
HORA: 09:00
LOCAL: SALA DE MULTIMEIOS - NEPSA/CCSA/UFRN
TÍTULO:

O TRABALHO DO GESTOR ESCOLAR: INTENSIFICAÇÃO E IMPLICAÇÕES ADMINISTRATIVAS E PEDAGÓGICAS NA GESTÃO DA ESCOLA


PALAVRAS-CHAVES:

Gestão pública. Trabalho docente. Gestor escolar. Responsabilização. Intensificação.


PÁGINAS: 136
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Analisa o trabalho do gestor escolar frente às mudanças vivenciadas na gestão escolar ao curso das duas últimas décadas. Parte do pressuposto de que têm ocorrido mudanças na gestão escolar que geram uma demanda maior de atividades a serem desenvolvidas pelos gestores, ocasionando tanto a intensificação do trabalho quanto um envolvimento maior desses profissionais na dimensão financeiro-administrativa de seu trabalho em detrimento da dimensão político-pedagógica. Consiste como referencial metodológico o materialismo histórico dialético. Nesse sentido, para fins de delimitação, foi feito um “recorte” na realidade que, longe do intuito de isolar os fatos, teve como objetivo a análise das múltiplas determinações que configuram uma dada realidade a partir de um movimento maior de totalidade. A metodologia utilizada foi a realização de entrevistas semi-estruturada com gestores escolares da rede municipal de ensino do município de Natal/RN, bem como a análise da literatura pertinente à temática e análise documental. Conclui que as mudanças ocorridas no campo da gestão escolar e do trabalho docente têm induzido a intensificação do trabalho dos gestores escolares e que tais mudanças não têm sido acompanhadas de correspondente melhoria nas condições de trabalho e na carreira docente destes profissionais. Estes, via de regra, são considerados pelos órgãos gestores e comunidade escolar os principais responsáveis pela escola e pela implementação de medidas ou projetos que busquem a melhoria dos objetivos e resultados institucionais, incluindo-se a própria manutenção da instituição. Outrossim, a crescente demanda de atividades consideradas administrativas acaba por implicar sobrecarga de trabalho para estes profissionais gestores, os quais, ao buscarem o cumprimento das crescentes demandas burocráticas, acabam por secundarizar outros aspectos políticos e pedagógicos do trabalho escolar, o que pode comprometer a realização da atividade fim da escola. Destaca que é preciso ampliar o debate em relação ao trabalho do gestor escolar, afim de que este profissional possa efetivar uma atuação mais comprometida com um projeto político pedagógico de cunho emancipatório, a despeito do desafio de manter a escola funcionando em condições muitas vezes precárias.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2346663 - ALDA MARIA DUARTE ARAUJO CASTRO
Externo à Instituição - ANDRÉIA FERREIRA DA SILVA - UFCG
Interno - 6347393 - ANTONIO CABRAL NETO
Presidente - 086.106.468-23 - ANTONIO LISBOA LEITAO DE SOUZA - UFCG
Notícia cadastrada em: 20/06/2012 10:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao