Banca de DEFESA: MIRTES GONCALVES HONORIO DE CARVALHO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MIRTES GONCALVES HONORIO DE CARVALHO
DATA: 23/11/2011
HORA: 09:00
LOCAL: A DEFINIR
TÍTULO:

ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL


PALAVRAS-CHAVES:

Política educacional. Formação de professores. Estágio Supervisionado. Relação teoria/prática. Educação no meio rural.


PÁGINAS: 203
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Este relatório tem como objetivo apresentar os resultados da pesquisa sobre as possibilidades e os limites de o Estágio Supervisionado em um curso de Formação de Professores em Serviço dos anos iniciais do ensino fundamental realizado por meio de convênio entre a Universidade Federal do Piauí e a Prefeitura Municipal de Teresina (PI) UFPI/PMT, oferecer subsídios a práticas pedagógicas que contemplem a realidade dos alunos que vivem, trabalham e/ou estudam em escolas localizadas no meio rural. A investigação fundamenta-se em uma abordagem teórico-metodológica que situa o objeto de estudo na perspectiva crítica e utilizando como procedimentos: pesquisa bibliográfica, análise documental, entrevista semiestruturada e registro fotográfico. Constituíram sujeitos da pesquisa 10 (dez) professores egressos do curso promovido pela UFPI – concluintes em 2006 – e que desenvolvem atividades docentes em escolas situadas no meio rural no município de Teresina-PI, 2 (duas) professoras supervisoras de estágio da UFPI e a coordenadora do curso. A análise do objeto evidenciou que, historicamente, as políticas educacionais modificaram-se, mas não aconteceram rupturas nos padrões tradicionais de formação de professores, o suficiente, principalmente nas propostas curriculares, em face das mudanças requeridas pela sociedade informacional e global. Constatamos, ainda, que, no Estágio Supervisionado, o processo de reflexão crítica sobre a prática pedagógica foi viabilizado, parcialmente, e suscitou a reconstrução de saberes específicos ao fazer pedagógico de modo a conduzir o processo ensino-aprendizagem articulando diferentes realidades do ensino fundamental e enfrentando situações decorrentes de práticas conservadoras em relação ao ensino no meio rural. Contribuiu, portanto, esse componente curricular para redimensionar, em parte, a ação pedagógica dos(as) professores(as) egressos(as).  Acena, também, a pesquisa para estudos similares na perspectiva de superar o “modelo” atual de formação de professores que não corresponde aos reclamos da sociedade em mudanças e à crise do capital, com repercussões imensuráveis no mundo do trabalho. A contemporaneidade reclama por uma Universidade que forme profissionais capazes de conduzir os destinos da sociedade, sendo que a formação de professores é uma demanda política e social sobre a qual é corresponsável. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2346663 - ALDA MARIA DUARTE ARAUJO CASTRO
Interno - 1646204 - LUCIANE TERRA DOS SANTOS GARCIA
Externo à Instituição - MARIA ALICE MELO - UFMA
Presidente - 019.991.844-91 - MARIA APARECIDA DE QUEIROZ - UFRN
Interno - 345843 - MARIA SALONILDE FERREIRA
Notícia cadastrada em: 07/11/2011 15:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao