Banca de DEFESA: IVONE BRAGA ALBINO - (Retificação)

Uma banca de DEFESA foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: IVONE BRAGA ALBINO

DATA: 18/06/2010

HORA: 09:00

LOCAL: AUDITÓRIO DO NEPSA/CCSA/UFRN

TÍTULO:

Acesso e permanência na Universidade Federal do Rio Grande do Norte sobre o ponto de vista do docente e do estudante com deficiência.

ACESSO E PERMAÊCIA A UIVERSIDADE FEDERAL DO RIO
GRADE DO ORTE SOB O POTO DE VISTA DO DOCETE E DO
ESTUDATE COM DEFICIÊCIA

PALAVRAS-CHAVES:

Universidade. Deficiência. Acesso. Permanência.


PÁGINAS: 206

GRANDE ÁREA: Ciências Humanas

ÁREA: Educação

RESUMO:

A inclusão de estudantes com deficiência é um processo recente que vem sendo discutido nos
contextos escolares, porém a política vigente de inclusão para o acesso e permanência desses
estudantes no Ensino Superior ainda é uma problemática diante do que há muito que fazer,
pois, são incipientes os estudos nos quais esse alunado esteja envolvido. Nesse sentido, o que
vem ocorrendo é que os estudos versam em sua maioria sobre esses estudantes e para eles e
pouco se discute com eles. Para uma educação inclusiva, portanto, a instituição deve se
preparar para receber os estudantes, tendo como uma de suas premissas os seus ponto de
vistas sobre o que realmente vivenciam visando à promoção de uma educação para todos.
Diante disso, esse estudo trata do processo de inclusão de estudantes com deficiência
matriculados regularmente nos cursos de graduação da Universidade Federal do Rio Grande
do Norte - UFRN. Recorremos aos pressupostos da pesquisa qualitativa possibilitada pelo
método estudo de caso e entrevistas semi-estruturadas. Buscamos analisar, pelo fio condutor
de ações e práticas pedagógicas, sob os pontos de vista de estudantes com deficiência e
docentes, as condições de acesso e permanência, oferecidos pela UFRN. Participaram da
pesquisa doze estudantes com deficiência nas áreas física, visual e auditiva e cinco docentes
dos centros acadêmicos que, no ano letivo de 2008, lecionavam para esses estudantes. Para a
análise dos dados utilizamos a técnica de análise de conteúdo. Extraímos dois eixos temáticos:
acesso e permanência de estudantes com deficiência na UFRN, donde emergiram as
categorias descritas e analisadas no decorrer desse trabalho. Os resultados mostram
dificuldades de acesso e permanência de estudantes com deficiência no âmbito da UFRN, tais
como: barreiras arquitetônicas, atitudinais e pedagógicas. No entanto, já se constata, também,
avanços iniciais na busca pela concretização de ações mais efetivas que garantam o acesso e a
permanência desse alunado na UFRN. Concluímos que, para o alcance do exercício da
cidadania o alunado com deficiência, na UFRN, necessita que esta Instituição de Ensino
Superior tenha um projeto de educação inclusiva amplo e consolidado, pois as ações
empreendidas pelo Ministério da Educação - MEC, por si só, não estão garantindo a todos os
estudantes a devida autonomia e segurança. Esperamos que esse trabalho traga subsídios para
novos estudos que possam desenvolver aspectos que foram situados, mas que não foram
nosso foco, pois, assim, a UFRN poderá avançar no processo inclusivo de estudantes com
deficiência.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149542 - FRANCISCO RICARDO LINS VIEIRA DE MELO
Interno - 1149418 - LUCIA DE ARAUJO RAMOS MARTINS
Externo à Instituição - ALBERTINA MITJANS MARTINEZ - UnB
Notícia cadastrada em: 26/07/2010 11:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao