Banca de DEFESA: MARIA LUCIENE URBANO DE BARROS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA LUCIENE URBANO DE BARROS
DATA : 22/06/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Webconferência
TÍTULO:

O TRABALHO DA PROFESSORA E DO PROFESSOR NA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE NATAL/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Trabalho; professora e professor; assessora e assessor educacional; Secretaria de Educação.


PÁGINAS: 275
RESUMO:

O objeto de estudo desta pesquisa é o trabalho da professora e do professor em exercício na Secretaria Municipal de Educação do município de Natal/RN (SME-Natal/RN). Objetivamos compreender o que é próprio do trabalho da professora e do professor nesse órgão gestor. Para desenvolver o estudo, assumimos o Materialismo Histórico Dialético como método, visto que os dados, as informações e suas interpretações e problematizações foram trabalhados a partir da realidade concreta. Para isso, realizamos entrevistas com um grupo de doze professoras e professores que trabalham na citada Secretaria de Educação. Mediante o que foi pronunciado por esses interlocutores e essas interlocutoras, e do que nos foi possível observar no percurso da pesquisa, emergiram três categorias de estudo, a saber: trabalho, saberes e práxis. Essas categorias foram entrelaçadas no curso da investigação por outras que foram emergindo, tais como: pessoa, itinerância e lugar. Assim, utilizamos como fontes de pesquisa as falas das professoras e dos professores pronunciadas nas entrevistas; as observações das práticas; os planejamentos e relatórios anuais da instituição correspondente ao período pesquisado (2003 a 2018) e a legislação nacional e do município de Natal que fazem referência ao assunto estudado nesta pesquisa. Essas fontes e o estudo feito revelaram que o que é próprio do trabalho da professora e do professor na SME-Natal é a função de assessora e assessor educacional, pois essa e esse profissional atuam diretamente com a macropolítica educacional no que diz respeito à formação continuada dos servidores e servidoras, ao planejamento, à avaliação, ao acompanhamento, à orientação e ao aconselhamento das dimensões pedagógica, administrativa e financeira, além da dimensão da gestão democrática participativa nas unidades de ensino da rede pública do município de Natal. A compreensão do que é próprio do trabalho da professora e do professor na SME-Natal nos fez erguer a tese de que as especificidades do trabalho e do campo de atuação dessas assessoras e assessores educacionais exigem uma norma específica que regulamente o exercício da atividade e defina quem deve exercê-la, perspectivando afirmar essas pessoas como profissionais. Logo, a inexistência de um reconhecimento legal das professoras e professores que trabalham na Secretaria de Educação, na condição de assessoras e assessores educacionais, desprofissionaliza o trabalho dessas pessoas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3280986 - WALTER PINHEIRO BARBOSA JUNIOR
Externa ao Programa - 2453560 - MARIA CRISTINA LEANDRO DE PAIVA - UFRNExterno ao Programa - 2053147 - FLAVIO BOLEIZ JUNIOR - UFRNExterna ao Programa - 2321231 - RUTE REGIS DE OLIVEIRA DA SILVA - UFRNExterna à Instituição - Maria Cecilia Luiz - UFSCAR
Externo à Instituição - FRANCISCO HERBERT LIMA VASCONCELOS - UFC
Externo à Instituição - FRANCISCO CANINDE DA SILVA - UERN
Notícia cadastrada em: 15/06/2022 19:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao