Banca de DEFESA: DEBORA DE VASCONCELOS SOUZA CONRADO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DEBORA DE VASCONCELOS SOUZA CONRADO
DATA : 24/02/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Webconferência
TÍTULO:

DIDÁTICA SURDA E SUA APLICAÇÃO NO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS/LIBRAS NA PERSPECTIVA DO SURDO


PALAVRAS-CHAVES:

Estágio curricular supervisionado. Letras/Libras. Ensino de Libras. L1. Didática surda.


PÁGINAS: 131
RESUMO:

O Estágio Curricular Supervisionado no curso de graduação de Licenciatura em LetrasLibras da Universidade Federal do Ceará (UFC) tem por finalidade propiciar o desenvolvimento de conhecimentos e competências didático-pedagógicas para o ensino de Libras (Língua Brasileira de Sinais) como primeira e segunda língua. Para tanto, os estudantes vivenciam diferentes etapas durante o estágio. A partir da minha experiência, nos últimos três anos, na orientação de alunos surdos e de alunos ouvintes matriculados nas disciplinas de Estágio Supervisionado em Libras como L1 e Estágio Supervisionado em Libras como L2 do referido curso, comecei a me questionar o porquê de os discentes em formação, mesmo depois de estudarem sobre as abordagens de ensino de Libras, reproduzem as velhas práticas centradas no ensino do vocabulário e da gramática. Outra questão diz respeito a uma didática surda que não faz parte do repertório da maioria dos discentes, que não é percebida por eles e que precisa ser desenvolvida. Nesse sentido, acredito que o estágio curricular é um espaço que pode contribuir para essa discussão, pois aborda diretamente as questões centrais da Didática, quais sejam, teoria e prática, conteúdo e forma e professor - aluno. Sendo assim, a proposta desta dissertação recai sobre os aspectos da didática surda no ensino de Libras como L1 por discentes surdos no âmbito do estágio curricular supervisionado do curso de Letras-Libras da UFC, tendo por objetivo geral, analisar aspectos do ensino de Libras como L1 no âmbito do estágio curricular supervisionado do curso de Letras-Libras da UFC por docentes e discentes surdos. Utilizou-se como método a pesquisa exploratória de abordagem qualitativa, paradigma interpretativo, com elementos de uma pesquisa-ação no qual buscou-se conhecer, compreender e intervir na realidade social em respostas às demandas enunciadas pela comunidade surda na interação dialógica com os diferentes atores envolvidos no processo de ensino e aprendizagem de Libras como L1 (primeira língua), com destaque ao protagonismo dos sujeitos surdos nas decisões que os envolvem. Os desafios que se colocam na educação de surdos são muitos e estão marcados por rupturas e contradições dentro de um contexto de processo relacional e ativo, mas o favorecimento de uma didática surda para o ensino de Libras como L1 pode vir a fortalecer o reconhecimento das especificidades de ensino e aprendizagem desse alunado. A pesquisa obteve como resultados reflexões importantes que possibilitam uma melhor compreensão acerca do processo de ensino e aprendizagem de alunos surdos, possibilitando a percepção: de buscar (re) conhecer o estudante surdo como sujeito visual e de que o uso de recursos visuais e mnemônicos deve ser contextualizado ao ensino; e da apropriação de elementos constitutivos de um modo de organização do ensino, com base nas reflexões realizadas por autores ligados ao campo dos Estudos Surdos em Educação, buscando compreender o sentido da educação bilíngue em sua realidade concreta nas escolas e na Universidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2313711 - FLAVIA ROLDAN VIANA
Interna - 3144003 - GESSICA FABIELY FONSECA
Externa à Instituição - LARA FERREIRA DOS SANTOS - UFSCAR
Interna - 324.344.724-00 - LUZIA GUACIRA DOS SANTOS SILVA - UFRN
Externa à Instituição - PATRÍCIA ARAÚJO VIEIRA - UFC
Notícia cadastrada em: 11/02/2022 18:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao