Banca de DEFESA: ELIZABETE SIQUEIRA RIBEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ELIZABETE SIQUEIRA RIBEIRO
DATA : 01/07/2020
HORA: 15:00
LOCAL: meet.google.com/efg-ibyr-brd
TÍTULO:

ENTRE A CASA E A ESCOLA: PERCURSO AUTOFORMATIVO COMO ALFABETIZADORA BILINGUE DE CRIANÇA SURDA – UM ESTUDO AUTOBIOGRÁFICO


PALAVRAS-CHAVES:

(auto) formação; letramento de surdos; Bilinguismo.


PÁGINAS: 210
RESUMO:

O presente trabalho é fruto de uma pesquisa qualitativa de natureza (auto)biográfica, numa perspectiva fenomenológica e Interpretativa, que tem três fontes básicas de informações: a) testemunhal (a narrativa autobiográfica da pesquisadora), b) documental bibliográfica (pesquisa nas leis, dissertações, teses, artigos, livros que tratem sobre o assunto, etc.) e c) empirista (coleta de informações no contexto real da atuação dos sujeitos vinculados com a pesquisa – A casa da pesquisadora e escolas onde o filho estudou). Desde o ponto de vista morfológico, textual, discursivo o eixo que define a trajetória da pesquisa é a narrativa autobiográfica assumida tanto como meio de (auto)formação quanto estratégia de investigação. O objetivo principal do estudo foi o de aprofundar a discussão sobre o tornar-se uma profissional alfabetizadora na ação, em contexto não escolar informal e formal. A análise dos dados deu-se por agrupamento de categorias (JOSSO, 1988) e seu cruzamento, para identificação de dimensões constitutivas da experiência não formal, na tentativa de responder à questão proposta: Em quais aspectos uma experiência de alfabetização bilíngue não escolar informal poderá contribuir para a (auto)formação e para a inclusão social e escolar de estudantes surdos?O desenvolvimento do discurso da dissertação está dado pela relação dialética entre o socioestrutural (aquilo que é dado pelo contexto social onde a vida dos sujeitos é desenvolvida) e o sociosimbólico ( o mundo vivido por esses mesmos sujeitos). O texto todo está presidido pela subjetividade da pesquisadora que, assumindo-se declarada e explicitamente como a voz do protagonista de todo o texto em relação polifônica com as vozes de outros: referenciais teóricos e outros, cujas vozes aparecem na escrita. Os resultados do estudo revelaram da narrativa apresentada duas dimensões: A dimensão pedagógica – expressada em cada ação didática, planejamento, replanejamento, atividades executadas e na escolha da metodologia mais adequada para letramento de João Pedro. E a dimensão política - que se mostrou através da militância em busca de que as leis em prol de uma criança surda, e de toda comunidade, fossem cumpridas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3315373 - LUZIA GUACIRA DOS SANTOS SILVA
Interno - 3007926 - FREDY ENRIQUE GONZALEZ
Interna - 1149418 - LUCIA DE ARAUJO RAMOS MARTINS
Interna - 1756133 - RITA DE CASSIA BARBOSA PAIVA MAGALHAES
Externa à Instituição - SANI DE CARVALHO RUTZ DA SILVA - UTFPR
Externo à Instituição - VERÔNICA MARIA DE ARAÚJO PONTES - IFRN
Notícia cadastrada em: 19/06/2020 16:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao