Banca de DEFESA: ROBERTA CERES ANTUNES MEDEIROS DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ROBERTA CERES ANTUNES MEDEIROS DE OLIVEIRA
DATA : 13/06/2019
HORA: 16:00
LOCAL: Auditório 02 do PPGEd - NEPSA II
TÍTULO:

EXPERIÊNCIAS PEDAGÓGICAS EM CLASSE HOSPITALAR: POR UMA FORMAÇÃO DOCENTE ESPECIALIZADA


PALAVRAS-CHAVES:

Formação docente especializada. Classe hospitalar. Narrativas autobiográficas. Pesquisa-formação. Experiências pedagógicas.


PÁGINAS: 300
RESUMO:

A atuação docente em contexto hospitalar emerge da necessidade de garantir o direito à educação para crianças, jovens e adultos em tratamento de saúde. Mesmo não havendo cursos especializados de formação inicial e concursos públicos exclusivos para a prática docente nesses espaços diferenciados de fazer educação pública no Rio Grande do Norte, professores desejam e lutam para atuar pedagogicamente em classes hospitalares e domiciliares, e passam a vivenciar experiências conscientes e tácitas de formação docente in loco. A tese tem o objetivo de investigar experiências pedagógicas para uma formação docente especializada em classe hospitalar. O referencial teórico adotado fundamenta-se nos princípios da pesquisa (auto)biográfica em educação (PASSEGGI, 2011, 2011a, 2014, 2016; PASSEGGI; SOUZA, 2017; DELORY-MOMBERGER, 2012, 2014; ALHEIT; DAUSIEN, 2006), do movimento socioeducativo das histórias de vida em formação (PINEAU, 2004, 2005; JOSSO, 2010), da psicologia cultural que adota a perspectiva narrativista (BRUNER, 1997, 2014; BROCKMEIER; HARRÉ, 2003; GALVÃO, 2005) e em estudos da formação docente (NÓVOA, 1999, 2002, 2009; SOUZA, 2006; FREIRE, 2011, 2011a, 2018). Quatro professoras de classes hospitalares do Rio Grande do Norte participaram do grupo reflexivo de mediação biográfica (PASSEGGI, 2011), um dispositivo de constituição de fontes e de pesquisa-formação, que integra três esferas da reflexão autobiográfica: a reflexão com os pares/os outros, a reflexão em ação e a reflexão com si mesmo. O corpus do trabalho é constituído por narrativas autobiográficas escritas, em quadros de reflexão autobiográfica e em cartas. A análise temática e a meta-interpretação dos dados (PASSEGGI et al., 2017) colaboram para compreendermos as experiências que fundamentam a formação docente especializada em classe hospitalar. Os resultados revelam experiências pedagógicas que compõem a base para uma formação docente especializada em classe hospitalar, mediante quatro elementos essenciais: o capital autobiográfico, o ethos docente, a alteridade biopsicossocial e a empatia pedagógica em classe hospitalar. Nesse sentido, compreendemos quatro dimensões que caracterizam as experiências formadoras do capital autobiográfico das professoras participantes da pesquisa-formação: a dimensão histórico-cultural, a dimensão pedagógica, a dimensão autopoiética e a dimensão social e afetiva. Identificamos cinco disposições concernentes a práticas coletivas de formação, mediante a configuração do ethos docente em classe hospitalar: a disposição para o conhecimento, a disposição em construir uma cultura profissional, a disposição ao tato pedagógico, a disposição para o trabalho em equipe e a disposição em virtude do compromisso social. (Re)conhecemos experiências que indicam desafios e possibilidades de aprendizagem e formação com crianças e adolescentes em tratamento de saúde, com base na alteridade bio.psico.social, a partir de duas óticas: a percepção do outro na experiência pedagógica, a criança e/ou o adolescente em tratamento de saúde; a percepção do outro que surge da experiência pedagógica, o ser docente de crianças e adolescentes em tratamento de saúde. Refletimos sobre ações de empatia pedagógica cotidianas, resultantes do fazer docente que reconhece a alteridade biopsicossocial como elemento essencial para práticas pedagógicas em classe hospitalar, apresentando três eixos fundamentais: o respeito, o apoio e a mediação pedagógica a crianças e adolescentes em tratamento de saúde; a comunicação, a sedução e as possibilidades pedagógicas; entre perdas e ganhos: a felicidade, o amor epistemológico e as práticas pedagógicas. Defendemos a tese: por uma formação docente especializada em classe hospitalar, considerando a empatia pedagógica, práxis social reveladora do conhecimento experiencial (capital autobiográfico) e coletivo da profissão (ethos docente), em virtude do reconhecimento da alteridade biopsicossocial a crianças e adolescentes em tratamento de saúde, para melhor acolher, acompanhar e garantir dignidade humana pela intervenção pedagógica, fundamentada nos pressupostos educacionais de inclusão e justiça social.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2621064 - CYNARA TEIXEIRA RIBEIRO
Externa à Instituição - ECLEIDE CUNICO FURLANETTO - USP
Externa à Instituição - LUCIANE DE CONTI - UFPE
Presidente - 7346845 - MARIA DA CONCEICAO FERRER BOTELHO SGADARI PASSEGGI
Externa à Instituição - SIMONE MARIA DA ROCHA - UFERSA
Interna - 2507717 - TATYANA MABEL NOBRE BARBOSA
Interno - 3280986 - WALTER PINHEIRO BARBOSA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 29/05/2019 08:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao