Banca de DEFESA: MONALYSA THEMISTOCLES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MONALYSA THEMISTOCLES DA SILVA
DATA : 31/08/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório 01 do PPGEd - NEPSA II
TÍTULO:

ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: EXPERIÊNCIAS E SENTIDOS DE CRIANÇAS


PALAVRAS-CHAVES:

Criança; Infância; Educação Infantil; Escrita; Sentidos; Experiências


PÁGINAS: 144
RESUMO:

A presente pesquisa objetivou analisar experiências e sentidos atribuídos a escrita por 
crianças no contexto da Educação Infantil e tematiza questões relativas à criança, escrita
e Educação Infantil. Seu desenvolvimento se orientou pelas seguintes premissas: a) A
criança é um ser concreto, capaz de aprender e se desenvolver, desde que lhes sejam
propiciadas, pelo meio sociocultural, as condições necessárias para que possa apropriar￾se da cultura e recriá-la, produzir novos sentidos sobre a realidade que a cerca, sendo
estes sentidos importantes na compreensão do mundo; b) A Educação Infantil é etapa
inicial da Educação Básica (Lei 9394/1996), com finalidade de promover o
desenvolvimento integral da criança, o que inclui suas capacidades simbólica e
linguísticas; c) A escrita é uma linguagem e uma prática cultural presente na vida das
crianças e da sociedade e, finalmente; e) É preciso incorporar, nas discussões e práticas,
os modos como a crianças entendem a escrita – a partir de suas vivências e das
mediações que lhes são propiciadas. A pesquisa buscou responder a questão: Que
experiências com a escrita são vividas por crianças da Educação Infantil e que sentidos
atribuem à essa linguagem? O estudo assumiu, como aportes teórico-metodológicos, a
abordagem qualitativa de inspiração etnográfica e princípios propostos por L. V.
Vygotsky sobre processos humanos. A investigação envolveu os seguintes
procedimentos metodológicos: sessões de observação do tipo semi-participativa,
entrevistas coletivas e individuais do tipo semiestruturadas e análise documental. O
estudo teve, como lócus, um Centro Municipal de Educação Infantil da rede pública de
Natal, RN e, como sujeitos participantes, um grupo de 21 crianças com idades entre
cinco a seis anos incompletos durante o ano de 2017 e as profissionais responsáveis
pelo grupo – a professora e a coordenadora. A análise dos dados realizada mediante o
entrecruzamento dos registros produzidos com o aporte teórico-metodológico nos
possibilitou constatar que as experiências vivenciadas no contexto pesquisado
submetem as crianças a atividades repetitivas de cópias de nomes e identificação de
letras, desconsiderando a escrita enquanto linguagem e prática cultural, bem como as
possibilidades de autoria das crianças; as crianças expressam sentidos múltiplos em
relação à escrita, sistematizados nos seguintes eixos de sentido: 1) É desenhar; 2) É usar
instrumentos para escrever; 3) Fazer letras/alfabeto; 4) Fazer nomes; 5) Fazer atividades
vinculadas à escola; 6) Estudar para ser inteligente; 7) Fazer “coisas de adulto”; 8) Algo
que se faz para outra pessoa; 9) Algo que é vivido fora da escola. Esses sentidos
expressados pelas crianças revelam, tanto restrição e fragilidade na compreensão dessa
linguagem, de sua natureza simbólica e de sua função social, quanto, por outro lado, sua
capacidade de recriar e produzir cultura, ampliando o que vivenciam com sua
imaginação e produzindo sentidos que recriam o vivido. Nosso estudo aponta para a
necessidade de que as crianças precisam ser, na escola, introduzidas na cultura escrita
de forma significativa, que esta precisa ser incorporada às suas vivências em situações
reais, respeitando-se as especificidades da Educação Infantil como etapa educacional
por meio de um trabalho que considera as interações e brincadeiras como eixo centrais
das práticas, o que implica uma formação pertinente dos professores que atuam nesta
etapa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6347805 - DENISE MARIA DE CARVALHO LOPES
Externo à Instituição - ELAINE LUCIANA SOBRAL DANTAS - UFERSA
Externo à Instituição - GIOVANA CARLA CARDOSO AMORIM - UERN
Externo ao Programa - 2453560 - MARIA CRISTINA LEANDRO DE PAIVA
Interno - 1672888 - MARIANGELA MOMO
Notícia cadastrada em: 21/08/2018 10:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao