Banca de DEFESA: MARIA LUCIENE URBANO DE BARROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA LUCIENE URBANO DE BARROS
DATA : 23/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala Multimeios I
TÍTULO:

A FUNÇÃO POLÍTICA-PEDAGÓGICA DO CONSELHO ESCOLAR DA ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR ANTÔNIO CAMPOS


PALAVRAS-CHAVES:

Função Política-Pedagógica. Conselho Escolar. Autoridade Pedagógica


PÁGINAS: 92
RESUMO:

Esta dissertação tem como objeto de pesquisa a função política-pedagógica do Conselho Escolar da Escola Municipal Antônio Campos. Objetivamos compreender como essa função é exercida no cotidiano de uma escola que conquistou a credibilidade da comunidade onde ela se situa e que atingiu 6.5 no IDEB, além de ter reprovação e evasão 0,0. Desenvolvemos a pesquisa orientando-nos pela seguinte pergunta: O Conselho Escolar da Escola Municipal Antônio Campos exerce a função política-pedagogia? Para responder a essa pergunta, assumimos como Método o Materialismo Histórico e Dialético; debruçamo-nos paciente e cuidadosamente sobre os documentos da escola e realizamos entrevista do tipo Livre Conversacional. Conselheiros escolares e profissionais da Escola estudada se constituíram em nossos sujeitos. O arcabouço teórico que possibilitou a discussão teve como pano de fundo uma reflexão sobre consciência e política. Na vereda da consciência, a discussão se pautou nas concepções de Marx, Engels e Freire cujas formulações se encontram em suas obras: Ideologia Alemã (2005) e Educação Como Prática da Liberdade (1967). Nas veredas da política, estabelecemos um diálogo com as concepções de Aristóteles (2011) e Arendt (2006). Nesse movimento, o Conselho Escolar se apresenta como sendo um colegiado concebido como órgão máximo e deliberativo da Escola, que se constitui como lugar onde se geram as condições para que a instituição de ensino obtenha sucesso na convivência entre os diversos segmentos e construa as condições que possibilitam a aprendizagem dos estudantes, de tal modo que haja índice zero de reprovação e evasão. A partir desses eixos fundantes e dos dados construídos na pesquisa, discutimos o que é um conselho escolar, sua importância e suas funções, chegando à conclusão de que o Conselho Escolar é um espaço de reflexão, de decisão e de aconselhamento, em que todos os representantes da comunidade escolar estão autorizados a ser sujeitos ativos na discussão acerca das práticas políticas-pedagógicas da escola. Formulando sobre a autoridade pedagógica, concluímos que se faz necessário seu deslocamento, deixando de ser monopólio dos professores e passando a ser socializada com todos os conselheiros escolares.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1458867 - GILMAR BARBOSA GUEDES
Externo à Instituição - JOSE MATEUS DO NASCIMENTO - IFRN
Interno - 6350650 - MAGNA FRANCA
Externo à Instituição - Swamy de Paula Lima Soares - UFPB
Presidente - 3280986 - WALTER PINHEIRO BARBOSA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 20/02/2018 16:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao