Banca de DEFESA: CLARA BEATRIZ SANTOS PEREIRA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CLARA BEATRIZ SANTOS PEREIRA DA SILVA
DATA: 25/02/2016
HORA: 14:30
LOCAL: MULTIMEIOS I
TÍTULO:

O consumo cultural das músicas pop com conteúdos eróticos: constituindo identidades infantis na contemporaneidade


PALAVRAS-CHAVES:

Educação Infantil. Estudos Culturais. Identidades Infantis. Músicas Pop. Erotização.


PÁGINAS: 122
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Esta dissertação teve como objeto de estudo a constituição de uma determinada identidade infantil – identidade infantil erotizada – a partir do consumo cultural das músicas pop com conteúdos eróticos e suas manifestações em uma escola de educação infantil do Natal-RN. Fundamentando-se nos Estudos Culturais em Educação, em uma vertente pós-estruturalista, o presente estudo objetivou evidenciar, analisar e problematizar como o consumo cultural das músicas pop com conteúdos eróticos contribui na constituição de uma identidade infantil erotizada. Entende-se que a infância é uma construção cultural, social e histórica, sujeita a mudanças relacionadas aos contextos nos quais as crianças estão envolvidas. Dito isso, destaca-se que na contemporaneidade estabelecem-se condições culturais peculiares que produzem novas formas de ser criança e de viver a infância. A partir desse pressuposto, considerou-se que os discursos das músicas pop com conteúdos eróticos, e determinadas práticas a elas relacionadas, têm efeitos nos modos de ser criança na contemporaneidade e operam sobre a constituição de uma identidade infantil erotizada. Assim, buscou-se a inspiração na análise do discurso foucaultiana aportes para compreender os discursos que atravessam as músicas e as falas das crianças. Também como estratégias metodológicas, realizou-se um olhar de inspiração etnográfica sobre as crianças pesquisadas em uma escola pública de Educação Infantil do município de Natal no Rio Grande do Norte/Brasil, por meio de registros em um diário de campo sobre as práticas do cotidiano escolar das crianças que tinham relação com as questões da pesquisa. A análise incidiu sobre os fragmentos das letras extraídas das músicas pop com conteúdos eróticos; os discursos das crianças e práticas observadas e registrados no contexto escolar que tinham relação com as músicas pop com conteúdos eróticos e alguns materiais do âmbito cultural que fazem referência às músicas pop com conteúdos eróticos em circulação na atualidade. Diante das análises realizadas foi possível evidenciar, entre outros achados, que as crianças da contemporaneidade, em meio aos efeitos das músicas pop com conteúdos eróticos, investem em práticas corporais que contribuem na construção de um corpo sensual e erotizado. Evidencia-se, ainda, que as músicas em questão operam na produção de modos “adultizados” de ser criança, marcados pelo borramento de fronteiras de gerações. Tais aspectos contribuem em potencial para a formação de identidades infantis erotizadas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADELAIDE ALVES DIAS - UFPB
Externo à Instituição - ILANE FERREIRA CAVALCANTE - IFRN
Interno - 1755707 - KARYNE DIAS COUTINHO
Presidente - 1672888 - MARIANGELA MOMO
Interno - 1501013 - MARLECIO MAKNAMARA DA SILVA CUNHA
Notícia cadastrada em: 22/02/2016 17:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao