Banca de DEFESA: MARIA EUNICE SÁ PITANGA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA EUNICE SÁ PITANGA
DATA: 23/02/2016
HORA: 14:30
LOCAL: MULTIMEIOS I
TÍTULO:

Representações Sociais de preservação ambiental construídas pelos residentes em Manaus: identificação de sentidos visando à ação educativa


PALAVRAS-CHAVES:

Representações Sociais. Preservação Ambiental. Núcleo Central das Representações. Amazônia.


PÁGINAS: 157
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

No panorama global e na atualidade brasileira, o tema da preservação ambiental tem despertado interesse de órgãos governamentais e de instituições vinculadas à sociedade civil, em decorrência de problemas econômicos e financeiros, que são atribuídos a determinados fatores climáticos. Tendo como pressuposto básico a importância dos saberes do senso comum para a elaboração de estratégias educativas que contribuam ao enfrentamento desse problema desenvolveu-se esta pesquisa respaldada pela Teoria das Representações Sociais de Serge Moscovici e pela teoria complementar de Jean-Claude Abric, denominada Teoria do Núcleo Central. Teve-se, como objetivo, apreender as representações sociais de preservação ambiental construídas pelos residentes na cidade de Manaus/AM, especialmente na sua zona urbana. No desenvolvimento das atividades investigativas, adotou-se uma metodologia quanti-qualitativa, tendo como instrumentos de investigação, a análise documental e a aplicação de um formulário de associação livre de palavras a uma amostra de 400 sujeitos, cujos resultados foram submetidos ao tratamento do software EVOC (2003), desenvolvido por Pierre Verges. Estabeleceram-se os seguintes critérios de participação: pessoas na faixa etária entre 20 e 50 anos, que fossem alfabetizadas e residissem na cidade de Manaus/AM, há, pelo menos, seis anos. Os resultados indicam existir, na cidade de Manaus, uma representação social sobre preservação ambiental cuja estrutura é dada pelos campos semânticos “cuidado”, enquanto elemento prescritor e “floresta” enquanto elemento descritor. Ao contrário da hipótese de partida, sobre a possibilidade da existência de várias representações sociais, dada a diversidade social e étnica de Manaus, a análise segmentada por bacia hidrográfica dos 400 formulários aplicados evidenciaram não haver variações significativas, de acordo com a teoria do núcleo central, para justificar a existência de mais de uma representação social sobre o objeto pesquisado.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 926826 - ADIR LUIZ FERREIRA
Externo à Instituição - ANDRE AUGUSTO DINIZ LIRA - UFCG
Interno - 3465197 - ELDA SILVA DO NASCIMENTO MELO
Externo à Instituição - LIA MATOS BRITO DE ALBUQUERQUE - UECE
Presidente - 1149636 - MOISES DOMINGOS SOBRINHO
Notícia cadastrada em: 19/02/2016 11:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao