Banca de DEFESA: MARIA DO SOCORRO ESTRELA PAIXÃO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DO SOCORRO ESTRELA PAIXÃO
DATA: 16/12/2015
HORA: 14:00
LOCAL: MULTIMEIOS I
TÍTULO:

Trajetórias construídas em caminhos (não) planejados: os sentidos formativos da escrita no estágio supervisionado obrigatório do curso de pedagogia da UFMA


PALAVRAS-CHAVES:

Mediação Pedagógica. Escrita no Estágio. Formação do Pedagogo.


PÁGINAS: 188
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Esta pesquisa tem como objeto de estudo a ação mediadora docente e a sua implicação
com a orientação dos relatórios no Estágio Supervisionado Obrigatório (ESO), no processo
de gestão do currículo de formação do pedagogo. Partimos do pressuposto de que os
sentidos atribuídos à gestão do currículo pelos docentes formadores relacionam-se mais
com a forma como cada um entende sua ação mediadora no processo de orientação de
atividades didático-pedagógicas e menos com a adesão a um projeto comum, qual seja: o
Projeto Pedagógico do Curso (PPC). Rssim, o nosso objetivo central corresponde a
compreender os sentidos atribuídos pelos 'docentes formadores ao processo de gestão do
currículo, tendo como foco a sua ação no ESO do curso de Pedagogia da UFMA.
Buscamos, de um lado, indicativos das relações estabeleci das por eles, entre a sua
experiência profissional e as práticas de orientação dos relatórios em processo no curso.
Por outro lado, mobiliza-nos, nesta pesquisa, a preocupação também com os sentidos
formatívos atribuídos à escrita do relatório pelos docentes do curso de Pedagogia da
UFMA. Para tanto, como referência principal, utilizamos as entrevistas realizadas e
interpretadas por meio da metodologia da Entrevista Compreensiva. A partir dos discursos
orais, compreendemos que, embora as ações mediadoras docentes da produção escrita no
ESO devam ser aperfeiçoadas, seu processo no curso de Pedagogia configura-se como uma
realidade associada a sentidos e práticas diversos. Nesse sentido, defendemos que as
orientações docentes na perspectiva da reflexão critica, em que a escrita tem
funcionalidade social, precisam ultrapassar a dimensão individual, devendo ser debatidas e
ressignificadas como práticas coletivas institucionalmente. Com esta pesquisa, esperamos
contribuir para as pesquisas sobre a ação mediadora docente e a sua implicação na
orientação da escrita dos relatórios de ESQ e no processo de gestão do currículo de
formação do pedagogo.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CESAR AUGUSTO CASTRO - UFMA
Presidente - 349752 - ROSALIA DE FATIMA E SILVA
Notícia cadastrada em: 25/11/2015 15:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao