Banca de DEFESA: ROSANEIDE LOPES DE SOUZA TRIGUEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROSANEIDE LOPES DE SOUZA TRIGUEIRO
DATA: 28/02/2014
HORA: 15:00
LOCAL: MULTIMEIOS 01/CENTRO DE EDUCAÇÃO
TÍTULO:

A PARTICIPAÇÃO DAS MÃES NO CONSELHO ESCOLAR DO CMEI AMOR DE MÃE


PALAVRAS-CHAVES:

Mães. Participação. Gestão democrática. Conselho Escolar.


PÁGINAS: 191
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Essa pesquisa tem como objeto a participação das mães no Conselho Escolar
do Centro Municipal de Educação Infantil Amor de Mãe. Objetiva compreender
a relação entre as concepções que elas possuem e suas práticas de
participação como conselheira. Orienta-se, pela questão: Como o segmento de
pais participa do Conselho Escolar do Centro Municipal de Educação Infantil
Amor de Mãe? Abordamos o objeto em uma perspectiva etnográfica e,
tomamos como fonte de pesquisa: entrevistas com mães, funcionários e o
acervo documental e fotográfico do CMEI Amor de Mãe; a legislação local e
nacional; cadernos do Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos
Escolares (2004); na produção de dissertações e teses do Programa de Pós-
Graduação em Educação da UFRN que tratam da gestão democrática e da
relação escola e família, examinando cuidadosamente as teses de Dantas Filho
(2009) e Farache (2007). Reportamos-nos ainda às ideias de Gadotti (2004);
de Bordenave (1983) sobre participação; à Rosemberg (1999) e Kuhlmann
(2000) com a história de atendimento à educação infantil no Brasil; à Frago
(1995) e aos Parâmetros Básicos de Infraestrutura para Instituições de
Educação Infantil (2008) para tratar da escola como espaço territorial que
comunica e educa; assim como Freire (1967, 2004 e 2005) e, às configurações
de Elias (1989) diante dos conflitos relacionais entre os segmentos que
compõem o CMEI e às ideias de Barbosa Junior (2002) sobre o ethos enquanto
modo de ser e de viver das famílias. Refletimos também a trajetória, o conceito
e participação das famílias na escola no atual contexto histórico-cultural com
base em Castro e Regattieri (2009); Aquino (2011); Sayão (2011); Almeida
(2007) e Barbosa (2010). Os resultados indicam a existência de uma narrativa
da comunidade escolar que evidencia os pais e as mães como “ausentes” ou
“passivos” e uma prática que aponta os pais como sujeitos que participam
efetivamente do cotidiano escolar. Essa contradição revela a existência de uma
mentalidade escolar construída historicamente que se encontra enraizada em
um modelo de família e de escola que não correspondem ao CMEI Amor de
Mãe, nem ao modo como as famílias atendidas pelo CMEI se organizam. Essa
conclusão indica que a comunidade escolar e as famílias precisam reorganizar
as concepções que orientam suas práticas no processo de cuidar e educar as
crianças com as quais vivem e trabalham.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 926826 - ADIR LUIZ FERREIRA
Externo à Instituição - MARCIO ADRIANO DE AZEVEDO - IFRN
Interno - 1672888 - MARIANGELA MOMO
Externo à Instituição - ROSSANA KESS BRITO DE SOUZA PINHEIRO - UFPB
Presidente - 3280986 - WALTER PINHEIRO BARBOSA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 31/01/2014 14:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao