Banca de DEFESA: JOSÉ ERIMAR DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSÉ ERIMAR DOS SANTOS
DATA: 09/03/2012
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia
TÍTULO:

FEIRA LIVRE E CIRCUITO DA ECONOMIA URBANA: um estudo da Feira da Pedra, em São Bento (PB)


PALAVRAS-CHAVES:

Feira da Pedra; Circuitos da economia urbana; Período técnico-científico-informacional.


PÁGINAS: 284
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

A Feira da Pedra é uma extensão da feira livre de São Bento, no Estado da Paraíba. Trata-se de um sistema de comércio de mercadorias têxteis produzidas pela indústria têxtil de fabricação de redes de dormir e derivados dessa indústria, presente em algumas cidades do estado da Paraíba e do Rio Grande do Norte, constituindo-se como uma estratégia de sobrevivência, inserida no rol do terciário e do comércio varejista da economia urbana dessa cidade. Diante disso, objetivamos discutir economia urbana, refletindo o sistema feira livre a partir dos dois circuitos da economia urbana, em especial no contexto das dinâmicas do período do espaço geográfico atual –, o período técnico-científico-informacional, tendo como objeto específico empírico a Feira da Pedra de São Bento (PB). Para tanto, em duas etapas de operacionalização realizamos esta pesquisa: a) levantamentos de dados secundários e, b) levantamentos de dados primários, que nos reportam a uma tríade operacional: I) pesquisa bibliográfica; II) pesquisa documental; e III) pesquisa de campo. A presença da Feira da Pedra em São Bento tem nos mostrado uma das mais importantes características dessa cidade, tendo em vista possuir grande importância econômica, social e cultural para a população local, bem como ainda contribuindo para a (re)produção desse espaço sertanejo, fazendo parte do circuito inferior da economia urbana dessa cidade. Essa atividade acarreta diversas dinâmicas ao espaço urbano dessa cidade, sobretudo pelo fato de atrair grande número de pessoas, carregando consigo ações típicas de sua relação com o espaço urbano são-bentense e do meio construído. Assim, sua importância não se constitui apenas em um fenômeno local e regional, mas também numa referência cultural de um lugar do espaço geográfico de muitos sujeitos paraibanos e norte-rio-grandenses, pois o acontecer dessa atividade traz para o seu cotidiano semanal o produto resultante da labuta têxtil do Sertão Paraibano e do Seridó Potiguar.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349714 - ADEMIR ARAUJO DA COSTA
Interno - 2346233 - FRANCISCO FRANSUALDO DE AZEVEDO
Externo à Instituição - ROSALVO NOBRE CARNEIRO - UERN
Notícia cadastrada em: 27/02/2012 10:46
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao