Banca de DEFESA: ANA BEATRIZ CAMARA MACIEL

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ANA BEATRIZ CAMARA MACIEL

DATA: 07/03/2011

HORA: 16:30

LOCAL: Auditório A do CCHLA

TÍTULO:

Praia de Ponta Negra: uma abordagem da paisagem costeira de 1970 a 2010, Natal/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Paisagem costeira. Ponta Negra/RN. Zona costeira. Urbanização.


PÁGINAS: 170

GRANDE ÁREA: Ciências Humanas

ÁREA: Geografia

RESUMO:

Com o processo de urbanização que as cidades brasileiras vem passando, Natal/RN não foge a regra das demais, tendo ocorrido uma urbanização acelerada, desordenada e planejada – porém não aplicada,  vem provocando um elevado aumento dos problemas socioambientais. Um dos preocupantes problemas verificados é a mudança na paisagem costeira, que tem causado sérios danos à população da cidade, mais, especificamente, do bairro de Ponta Negra. Para os estudos geográficos, a questão da ocupação das praias que vem se intensificando nas últimas décadas, é de grande importância, pois estes, além de servirem de moradia na nova configuração urbana, têm incorporado novas formas de interferência ambiental, sem que haja ao mesmo tempo o avanço do conhecimento necessário para um uso mais adequado e racional dos espaços litorâneos. Com isso, o presente trabalho teve como objetivo principal estudar a paisagem costeira da Praia de Ponta Negra, na cidade de Natal/RN, verificar e analisar os efeitos causados pela ação antrópica e natural, e como isto reflete na qualidade de vida da população residente, trabalhadora e dos freqüentadores e também as transformações da paisagem da área objeto de estudo, desde 1970 até 2010. A metodologia utilizada seguiu duas etapas, a primeira correspondeu ao trabalho de gabinete – levantamento bibliográfico e redação textual; e a segunda, ao trabalho empírico – realização da caracterização ambiental e a aplicação dos questionários. Podemos então, mensurar que Ponta Negra, está muito susceptível as mudanças ambientais, tanto ocasionadas pela dinâmica natural da praia, quanto das ações humanas sobre esse espaço bastante frágil e mutável, necessitando assim, de um estudo sistemático mais aprofundado sobre a paisagem costeira. Para que haja uma minimização da alteração das paisagens nas zonas costeiras é preciso que tenha uma gestão integrada dos ambientes, com base no planejamento das ações e no (re) ordenamento territorial das ocupações desses espaços tão importantes, tanto ambientalmente, quanto sócio-economicamente. Pois, só assim, teremos um desenvolvimento sustentável e um uso adequado desse espaço.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1692459 - ERMINIO FERNANDES
Externo à Instituição - LUZIA NEIDE MENEZES TEIXEIRA CORIOLANO - UECE
Presidente - 2177287 - ZULEIDE MARIA CARVALHO LIMA
Notícia cadastrada em: 23/02/2011 11:17
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao