Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA BEATRIZ CÂMARA MACIEL

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA BEATRIZ CÂMARA MACIEL
DATA : 09/12/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Sala 511 do DGE/CCHLA
TÍTULO:

A GEODIVERSIDADE DO MUNICÍPIO DE NATAL/RN: PROPOSTA DE GEOMORFOSSÍTIOS


PALAVRAS-CHAVES:

Geodiversidade. Geoconservação. Patrimônio Geomorfológico. Geoeducação. Natal/RN.


PÁGINAS: 270
RESUMO:

As cidades brasileiras, ao longo dos séculos, foram sendo construídas nos ambientes naturais que favoreciam, no início, por sua proteção, abastecimento de água, e por sua alimentação, por isso que o litoral do país foi o primeiro local a ser colonizado e explorado pelos colonizadores. Ao constituir as cidades, as mesmas passam por com mudanças nos seus espaços e na paisagem, alterando o ambiente, ou melhor, a sua geodiversidade. Oconceito de geodiversidade está sendo difundido juntamente com os de geoconservação, patrimônio geomorfológico, geoturismo e geoeducação. Pensando nesses conceitos, em divulgar e proteger o meio abiótico, buscando uma exploração desses ambientes de forma mais sustentável. Sendo assim, o foco desse estudo está baseado no patrimônio geomorfológico na cidade do Natal/RN. O objetivo geral dessa tese consiste em promover a identificação, análise e a valoração da Geodiversidade do município do Natal/RN, compreendendo as paisagens geográficas com ênfase no patrimônio geomorfológico, através da integralização das informações do meio físico, socioeconômico e ambiental a serviço da geoconservação e geoeducação. A metodologia utilizada na tese se deu pelos trabalhos iniciais (composto pelo levantamento bibliográfico), pelos trabalhos de campo (foram realizados cinco campos pela área de estudo), trabalho de laboratório (realizou a produção dos mapas primários), e o trabalho de gabinete (composto por diversas sub-etapas). Até o momento desse trabalho, foram identificados dois geomorfossítios: Morro do Careca e Parque das Dunas. Esses geomorfossítios foram avaliados qualitativamente de acordo com a ficha de caracterização do geomorfossítio, e quantitativamente com base na avaliação dos critérios científicos e de uso geoturismo e geoeducativo. Como resultados, foi verificado que ambos possuem elevados Valores Científico (VCi),  de Uso Geoturismo (VUG) e de Uso Educativo (VUE) enquanto  o Grau de Suscetibilidade (GS) deu igual nos dois com atingindo valor igual a 0,4. No tocante a conservação dos geomorfossítios foi realizado um ranking, onde o Morro do Careca atingiu o terceiro lugar e o Parque das Dunas atingiu o sexto, dessa forma, entende-se que o geomorfossítio do Morro do Careca tem prioridade na busca por uma melhor gestão, bem como pela sua conservação e/ou preservação.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2966354 - DIOGENES FELIX DA SILVA COSTA
Externo ao Programa - 1513243 - MARCOS ANTONIO LEITE DO NASCIMENTO
Presidente - 2177287 - ZULEIDE MARIA CARVALHO LIMA
Notícia cadastrada em: 20/11/2019 11:24
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao