Banca de QUALIFICAÇÃO: ARLINDO FIGUEIRÔA ESCOBAR TEIXEIRA DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ARLINDO FIGUEIRÔA ESCOBAR TEIXEIRA DE OLIVEIRA
DATA: 21/03/2016
HORA: 15:00
LOCAL: Coordenação do Observatório das Metrópoles - Sala 10 DDP
TÍTULO:

AS REDES COOPERATIVAS DE PESQUISA DO SETOR PETRÓLEO E GÁS NATURAL NAS REGIÕES NORTE E NORDESTE: A ATUAÇÃO DAS REDES COORDENADAS PELA UFRN NO DESENVOLVIMENTO DE CT&I NO RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação; Redes de Pesquisa; Território; Rio Grande do Norte; Petróleo e Gás Natural.


PÁGINAS: 83
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

As políticas públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) constituem fatores relevantes para o crescimento econômico, como também para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Consequentemente, a atuação das redes cooperativas de pesquisa regionais, colabora para o desenvolvimento de competências científicas e tecnológicas nas regiões menos desenvolvidas, contribuindo para a identificação dos problemas que afetam a vida dos habitantes, como também para redução das discrepâncias regionais.  Temos como objetivo central analisar os rebatimentos das Redes N/NE de P&G coordenadas pela UFRN, no desenvolvimento de CT&I no Estado do Rio Grande do Norte e nas disparidades regionais de tais competências. Visando atingir tal objetivo, adotamos o território como conceito-chave, para melhor entender a noção do Território da Ciência, Tecnologia e Inovação.  Tendo em vista a histórica desigualdade na divisão espacial das atividades de cunho científico, tecnológico e inovativo no Brasil, as diferentes regiões se beneficiam desigualmente de estímulos que possam fomentar o desenvolvimento de competências de CT&I. O Sul e o Sudeste do país abrangem grande parte dos centros tecnológicos e científicos e, em contrapartida, o Norte e o Nordeste apresentam déficit com a falta de estímulo financeiro para o desenvolvimento básico de tais competências. Nesta direção, visando reduzir as desigualdades regionais nas áreas de CT&I no setor de Petróleo e Gás Natural (P&G), como também a distância entre as universidades (grupos de pesquisa) e as empresas, foram criadas, através do edital CT-Petro/CNPq-Finep 03/2001, as Redes Cooperativas de Pesquisas, Inovação e Transferência de Tecnologia do Setor Petróleo e Gás Natural nas Regiões Norte e Nordeste (Redes N/NE), no contexto da criação dos fundos setoriais no final da década de 1990. É válido ressaltar que das treze Redes N/NE formadas, quatro foram lideradas por pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), refletindo a importância do setor de P&G na economia estadual, assim como o dinamismo dos grupos de pesquisas potiguares já existentes.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 349714 - ADEMIR ARAUJO DA COSTA
Presidente - 349682 - EDNA MARIA FURTADO
Externo ao Programa - 6347581 - MARIA DO LIVRAMENTO MIRANDA CLEMENTINO
Notícia cadastrada em: 23/02/2016 16:51
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao