Banca de QUALIFICAÇÃO: JACIMÁRIA FONSECA DE MEDEIROS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JACIMÁRIA FONSECA DE MEDEIROS
DATA: 28/08/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia
TÍTULO:

DA ANÁLISE SISTÊMICA À SERRA DE MARTINS: CONTRIBUIÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICA AOS BREJOS DE ALTITUDE


PALAVRAS-CHAVES:

Sistema Ambiental; Análise Sistêmica; Brejo de Altitude.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

Os sistemas ambientais devem ser entendidos sob a ótica de um todo complexo formado pelas partes (litologia, formas de relevo, solo, água, vegetação e uso e ocupação), carregado de processos, interações e relações de dependência entre estes. Nessa perspectiva, esta pesquisa objetiva analisar a Serra de Martins a partir de uma metodologia sistêmica com vistas à delimitação de subsistemas ambientais.  O segundo capítulo aborda uma discussão teórica acerca dos conceitos concebidos à luz da análise sistêmica, onde foi destacada a contribuição dada para a Teoria Geossistêmica, a partir de um processo de evolução teórico-metodológico inerente às pesquisas em Geografia Física. Além disso, foi traçada uma discussão acerca dos Brejos de Altitude do Nordeste brasileiro. O terceiro capítulo objetivou uma caracterização climática da Serra de Martins, buscando respaldo científico para diferenciar este maciço das regiões do entorno, localizadas na Depressão Sertaneja. Para tanto foram utilizados dados climáticos (temperatura e precipitação) de uma série histórica de 30 anos, os quais posteriormente subsidiaram o balanço hídrico da área. Como resultado, afere-se que a Serra de Martins apresenta particularidades climáticas influenciadas pela altitude. O quarto capítulo se pautou na caracterização dos aspectos geológicos e geomorfológicos da área de estudo. A partir de levantamento de dados secundários, elaboração cartográfica e trabalhos de campo, destaca-se que a Serra de Martins está erguida sobre terrenos cristalinos com a ocorrência de capeamento sedimentar concentrado nas áreas planas da Chapada e que as formas de relevo presentes na área estão condicionadas à diferentes cotas altimétricas, a acumulação ou erosão dos materiais e ainda aos fatores endógenos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149364 - LUIZ ANTONIO CESTARO
Interno - 1803535 - ADRIANO LIMA TROLEIS
Externo ao Programa - 2966354 - DIÓGENES FÉLIX DA SILVA COSTA
Notícia cadastrada em: 24/08/2015 09:55
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao