PROGBIO/CT PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA CENTRO DE TECNOLOGIA Telefone/Ramal: (84) 99193-6265 https://posgraduacao.ufrn.br/renorbio

Banca de QUALIFICAÇÃO: JANAINA FERREIRA ADERALDO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JANAINA FERREIRA ADERALDO
DATA : 25/02/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Online (Plataforma Zoom)
TÍTULO:

INFERTILIDADE: MERCADO GLOBAL E PATÓGENOS RELACIONADOS


PALAVRAS-CHAVES:

Mercado de infertilidade; reprodução humana assistida; microbioma seminal; WGS.


PÁGINAS: 91
RESUMO:

A infertilidade é definida como a incapacidade em obter uma gravidez clínica ou por condições incompatíveis com o encontro natural de gametas. Ela atinge cerca de 15% dos casais em idade fértil em todo o mundo e esse percentual tende a aumentar em decorrência de causas diversas como estilo de vida e adiamento da maternidade/paternidade por questões profissionais e ao aumento da prevalência das infecções de transmissão sexual. Nesse contexto, o mercado global para tratamentos de reprodução assistida movimentou cerca de USD 26 bilhões em 2019 e deve atingir USD 45 bilhões até 2025, no qual o número de clínicas europeias mais que dobrou. Entre 1997 e 2016, os tratamentos de ART aumentaram mais de cinco vezes na Europa, 4,6 vezes na América do Norte e três vezes na Austrália e Nova Zelândia. Somente o mercado relacionado à infertilidade masculina global representou US$ 3,5 bilhões em 2019. Na busca por mais formas de atendimento ao público em questão, pesquisadores investigam os diversos fatores, com atual ênfase na busca por fatores imunogenéticos devido ao seu alto impacto, a exemplo do ‘cinturão de infertilidade’ localizado na África Central, onde o dano tubário relacionado à infecção é a causa mais comum. Da mesma forma, patógenos também podem induzir a infertilidade masculina por meio de múltiplos mecanismos fisiopatológicos, principalmente pelo ambiente testicular ser imunoprivilegiado. Apesar do reconhecimento do papel das infecções na infertilidade humana, o diagnóstico de patógenos depende de métodos tradicionais. Adicionalmente, os ensaios moleculares inseridos na prática clínica visam um número limitado e direcionado de patógenos, enquanto abordagens metagenômicas permitem a análise de todo o microbioma e têm acumulado dados relevantes em saúde pública. Neste contexto, esta pesquisa foi elaborada com o objetivo de prospectar patógenos com potencial impacto nos parâmetros reprodutivos por meio de metagenômica shotgun (WGS). Observamos uma alta proporção do domínio Bacteria (71,3%), cujos maiores grupos são Bacillus, Staphylococcus, Mycobacterium e Streptococcus; e um achado inesperado foi que os gêneros bacterianos identificados por WGS foram mais bem representados quando comparados a outras abordagens clássicas para identificação bacteriana. A abordagem usada aqui para identificar o cluster bacteriano é compatível com as técnicas moleculares direcionadas (16s rRNA), identificando os principais gêneros acima de 0,1% de abundância. O domínio eucariótico (27,6%) compreende Plasmodium, Trypanosoma e Trichinella. A presença de Plasmodium e Trypanosoma indica potencial tratamento profilático além do bacteriano usual. Os vírus (1,1%) são compostos por Gammaretrovirus, Herv-K e Herv-W. Chama a atenção o número considerável de reads associados aos retrovírus (5.051); e gera a reflexão sobre a potencial incorporação do genoma viral no genoma das células germinativas e o consequente risco de transmissão à descendência. Este estudo é o primeiro a utilizar a técnica WGS em amostras seminais humanas e estes achados expandem a visão atual da diversidade microbiana no sêmen humano e apontam que a avaliação de patógenos não cultivados pode ser crucial antes de concluir os tratamentos reprodutivos e profiláticos. Também é o primeiro a avaliar o mercado de reprodução humana assistida de forma a abordar os fatores econômicos de forma distributiva.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - MAURICIO FRAGA VAN TILBURG - Fiocruz - PE
Presidente - 1149647 - LUCYMARA FASSARELLA AGNEZ LIMA
Externo ao Programa - 1507794 - RODRIGO JULIANI SIQUEIRA DALMOLIN
Notícia cadastrada em: 24/01/2022 09:24
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao