CCHLA - PPGAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL DIREÇÃO DO CCHLA Telefone/Ramal: (84) 3342-2240 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgas

Banca de DEFESA: ESTER PAIXAO CORREA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ESTER PAIXAO CORREA
DATA : 16/12/2022
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório 2 Políticas Públicas
TÍTULO:

MULHERES NA ESTRADA: ENCONTROS ETNOGRÁFICOS NAS ROTAS DA AMÉRICA DO SUL


PALAVRAS-CHAVES:

Mulheres. Viajantes. Agência. Deslocamentos. América do Sul.


PÁGINAS: 270
RESUMO:

As diversas formas que as mulheres pegam a estrada na América do Sul são marcadas pela maneira de organizar, executar e perceber uma viagem de mochila na região. Há vários contornos possíveis nessas produções culturais, que narram outras perspectivas de uma prática historicamente masculinizada e associada ao risco e ao perigo. Busco por meio desta etnografia multissituada, estabelecer um diálogo entre antropologia feminista, geografia feminista e as viagens de mochila, com o objetivo de analisar as experiências das mulheres que viajam de mochila pelas rotas da América do Sul. Motivada por transformar uma experiência social em tema de pesquisa, e incentivada por certa experiência pessoal enquanto viajante, realizei pesquisa de campo etnográfica multissituada entre os anos de 2019 e 2022. Chamei essa empreitada de “mochilão etnográfico”. Este consistia em experimentar o trânsito para encontrar outras viajantes na estrada. O itinerário foi construído entre diferentes países: Bolívia, Peru, Chile, Argentina e Brasil. Os encontros etnográficos ocorreram no decorrer do trajeto da pesquisa, tanto em espaços físicos quanto digitais. Utilizar o encontro como estratégia metodológica possibilitou estabelecer 10 interlocuções com mulheres viajantes latino-americanas de diferentes nacionalidades, perfis sociais e estilo de viagem. Por meio da experiência compartilhada foi possível a reconstrução dos trajetos, caminhos e percursos; a contextualização de lugares, espaços, eventos, trajetórias; a contrastação das experiências e, também, a explicitação de categorias e formas de ser, se deslocar e permanecer, comum aos diferentes grupos. Dessa forma, os achados de pesquisa dão conta que as categorias de viajantes são construídas mediante as formas de trabalho desenvolvidas durante o trajeto e a escolha dos meios de deslocamento e hospedagem utilizados. Os encontros na estrada e os desembarques se constroem como parte igualmente importante da experiência. Foi possível perceber, ainda, que essas viagens são experiências culturais multifacetadas, que desafiam construções culturais estabelecidas, como a ideia do perigo, e expandem os processos de formação de si. Ademais, são sustentadas por meio das práticas de trabalho, das estratégias de deslocamento físico e subjetivo, e também pela transposição de fronteiras.

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149569 - ELISETE SCHWADE
Interna - 2313763 - ANGELA MERCEDES FACUNDO NAVIA
Interno - 2385456 - PAULO VICTOR LEITE LOPES
Interna - 1691014 - ROZELI MARIA PORTO
Externa à Instituição - RENATA DE GODOY - UFPA
Externa à Instituição - SUSANA ROSTAGNOL
Notícia cadastrada em: 14/12/2022 16:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao