CCHLA - PGAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL DIREÇÃO DO CCHLA Telefone/Ramal: (84) 3342-2240/2 http://www.posgraduacao.ufrn.br/ppgas

Banca de QUALIFICAÇÃO: THÁGILA MARIA DOS SANTOS DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THÁGILA MARIA DOS SANTOS DE OLIVEIRA
DATA : 01/10/2018
HORA: 14:00
LOCAL: LAB I, DAN, Sala 909
TÍTULO:

A COZINHA BOEMIA: ESTILO ALIMENTAR, IDENTIDADE LOCAL E SOCIABILIDADE NA CIDADE ALTA (NATALRN)


PALAVRAS-CHAVES:

Boemia; cozinha; sociabilidade; consumo; identidade.


PÁGINAS: 48
RESUMO:

O consumo alimentar revela valores sociais e categorias culturais (DOUGLAS E IRSHEWOOD 2004): é através do consumo de comidas, bebidas, músicas e da utilização do espaço urbano que indivíduos se reconhecem como pertencentes a um grupo e valorizam suas raízes culturais. A "cozinha da boemia", servida em bares, seria uma das expressões escolhidas para afirmar um estilo de vida boêmio (LÉVI-STRAUSS, 2004). A pesquisa propõe uma análise da comida servida em dois bares da cidade alta de Natal, dos modos de consumo e das formas de sociabilidade. Parte do pressuposto de que a culinária, junto com a música, são elementos importantes na reelaboração de uma identidade boêmia que passa por uma ressignificação de músicas populares "tradicionais" (serestas, samba, chorinho), dos momentos festivos e se acompanhada de uma estratégia de reapropriação de espaços urbanos degradados; é um movimento cultural iniciado nos anos 1980 por intelectuais, artistas e militantes de esquerda. A partir da observação realizada entre os meses de fevereiro e julho de 2018, das entrevistas com os frequentadores dos bares, dos ativistas culturais e dos cozinheiros, apresentamos algumas reflexões que orientam a pesquisa de mestrado que está sendo desenvolvida. Os habitués são mais do que clientes, eles se representam como uma família composta pelos donos dos estabelecimentos, os consumidores assíduos (homens aposentados), estudantes universitários, militantes de esquerda, músicos e jovens que desejam se aproximar das suas raízes culturais. Também aparecem moradores de rua e turistas em busca de uma "outra Natal" vista como mais autêntica e onde se preservam valores, um estilo de vida e comidas "da terra": os pratos preparados e as bebidas consumidos em ambientes festivos seriam os elementos principais para uma reivindicação identitária face às transformações de uma cidade impactada por um turismo predatório.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1215344 - JULIE ANTOINETTE CAVIGNAC
Interno - 1642956 - JULIANA GONCALVES MELO
Interno - 2385456 - PAULO VICTOR LEITE LOPES
Externo à Instituição - JEAN PIERRE POULAIN - UFTMiP
Notícia cadastrada em: 20/09/2018 14:17
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao