Banca de QUALIFICAÇÃO: ARETHA HEITOR VERISSIMO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ARETHA HEITOR VERISSIMO
DATA : 31/03/2022
HORA: 14:30
LOCAL: meet.google.com/jsk-frwa-gxa
TÍTULO:

SOBREDENTADURA MANDIBULAR COM IMPLANTE ÚNICO:

ESTUDO CLÍNICO CONTROLADO NÃO RANDOMIZADO


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Prótese Mandibular; Implantação Dentária; Qualidade de Vida; Satisfação do Paciente; Mastigação.


PÁGINAS: 83
RESUMO:

Com a finalidade de reduzir a morbidade, o custo e o tempo clínico do tratamento, as sobredentaduras com implante único em linha média mandibular tem demonstrado ser uma alternativa de tratamento vantajosa. Este ensaio clínico controlado não randomizado objetivou avaliar o efeito da instalação de um implante em sínfise mandibular em edêntulos totais não adaptados a prótese total convencional (PT) mandibular, comparado aos usuários adaptados. Foram selecionados 20 pacientes desdentados totais bimaxilares que foram reabilitados com próteses totais convencionais e aguardaram o período de 3 meses para adaptação às novas PT. Os parâmetros que determinaram a adaptação foram fonética, mastigação e deglutição confortável com as novas próteses. Após aguardar o tempo de adaptação, os pacientes foram divididos em Grupo PTC - “adaptados à PT mandibular” e Grupo PTI - “não adaptados à PT mandibular”. Foi realizada a cirurgia para a instalação do implante, aguardado um período de 4 meses para osseointegração e, após esse tempo, os pacientes tiveram a prótese mandibular convertida em sobredentadura. Foram avaliados antes e após a intervenção quanto à satisfação a partir de uma escala qualitativa, à performance mastigatória (PM) por meio do método das tamises com a mastigação de um alimento artificial, ao impacto da saúde oral na qualidade de vida pelo questionário OHIP-Edent-19; quanto aos parâmetros clínicos e radiográficos relacionados à saúde peri-implantar após a reabilitação com a prótese implantossuportada, em acompanhamentos de 3 meses. Uma análise descritiva foi realizada para caracterizar a amostra do estudo. Será aplicado o teste de normalidade de Kolmorogov-Smirnov, cujas análises serão obtidas por médias, desvios-padrões, medianas e frequências. Para obter dados da satisfação será aplicado o teste do Qui-quadrado. Para análises entre os grupos do estudo e as medidas do OHIP e PM, diante da não normalidade dos dados, será usado o teste de Mann-Whitney, enquanto que diante de normalidade será empregado o teste t. Para o pareamento dos grupos, será empregado o teste t pareado ou teste de Wilcoxon, dependendo da distribuição normal ou não. Para todas as análises estatísticas será considerado um nível de significância de 5%. A amostra parcial do estudo foi composta por 14 pacientes, dos quais 12 estão com sobredentaduras mandibulares e 2 aguardam osseointegração. A maioria da amostra é composta por mulheres (n=13, 92,9%), e média de idade 65,07±4,51. Do total de participantes, 64,3% (n=9) não estavam adaptados a PT mandibular após os 3 meses de acompanhamento e a maioria apresentava altura de rebordo mandibular do tipo III (n=8; 57,1%). Foram instalados implantes de tamanho 8,5mm (n=3; 21,4%), 10mm (n=3; 21,4%) e 11,5mm (n=8; 57,1%) nesses pacientes e o torque variou de 20 a 80 Ncm. Espera-se finalizaros procedimentos cirúrgicos dos 6 pacientes restantes até o final de fevereiro de 2022, conversão das próteses entre maio e junho, e realizar os acompanhamentos e coletas dos dados entre julho e setembro de 2022.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1459400 - ADRIANA DA FONTE PORTO CARREIRO
Interno - 1149540 - ANGELO GIUSEPPE RONCALLI DA COSTA OLIVEIRA
Interna - 2946627 - ERIKA OLIVEIRA DE ALMEIDA
Notícia cadastrada em: 17/02/2022 10:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao