Banca de QUALIFICAÇÃO: GIULLIANA KARINE GABRIEL CUNHA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GIULLIANA KARINE GABRIEL CUNHA
DATA : 25/02/2021
HORA: 14:30
LOCAL: Remota - Google Meet
TÍTULO:

RESPOSTA DA CAPACIDADE DE SORÇÃO DE FÓSFORO DO SOLO A OCUPAÇÃO URBANA EM CLIMA TROPICAL ÚMIDO E SEMIÁRIDO


PALAVRAS-CHAVES:

Poluição difusa, Urbanização, Disponibilidade de fósforo, Isotermas.


PÁGINAS: 17
RESUMO:

Em ecossistemas naturais, a disponibilidade de fósforo no solo varia, principalmente, em função da mineralogia, teor de argila, matéria orgânica e pH entre solos de diferentes condições climáticas. A ocupação urbana das bacias hidrográficas contribui para o acúmulo de fósforo no solo ao ponto de exceder sua capacidade máxima de sorção e assim ampliar as perdas difusas de fósforo para os corpos hídricos. Em ecossistemas urbanos, a entrada excessiva de fósforo nos corpos hídricos acelera o processo de eutrofização. Para melhorar a gestão de fósforo nas bacias hidrográficas é necessário entender como a capacidade de sorção varia entre solos naturais e urbanos. A hipótese deste estudo é que em solos urbanos a capacidade de sorção de fósforo é reduzida devido a diminuição do teor de argila, aumento do pH e do teor de matéria orgânica em relação aos solos naturais. Além disso, acreditamos que a urbanização reduz a variabilidade natural esperada entre solos de diferentes graus de desenvolvimento presentes em ambientes tropicais úmidos e semiáridos quanto a sorção de fósforo, gerando solos com características de sorção de fósforo homogêneas entre si quando comparadas aos solos naturais. O objetivo deste estudo é avaliar a disponibilidade e a capacidade de sorção de fósforo em solos naturais e urbanos e verificar os fatores que influenciam a variabilidade na capacidade de sorção de fósforo entre solos com diferentes graus de desenvolvimento. Os solos de trinta e oito áreas pertencentes a região tropical úmida e semiárida do estado do Rio Grande do Norte (dezenove em ecossistemas naturais e dezenove em ecossistemas urbanos) serão caracterizados física e quimicamente e avaliados quanto a capacidade de sorção de fosforo. Isotermas de Langmuir e Freundlich serão obtidas para estabelecer a relação entre a quantidade de fósforo sorvido e sua concentração de equilíbrio. A Análise de Componentes Principais será realizada a fim de compreender como a disponibilidade e a sorção de fósforo respondem a ocupação urbana.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1662859 - KARINA PATRICIA VIEIRA DA CUNHA
Interno - 1177742 - RONALDO ANGELINI
Externa à Instituição - THAIS EMANUELLE MONTEIRO DOS SANTOS
Externa à Instituição - FABIANA OLIVEIRA DE ARAUJO SILVA
Notícia cadastrada em: 19/02/2021 16:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao