PPGEP/CT PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CENTRO DE TECNOLOGIA Telefone/Ramal: (84) 3342-2255/402 https://posgraduacao.ufrn.br/pep

Banca de DEFESA: ADLER MACEDO DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADLER MACEDO DE SOUSA
DATA: 23/10/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Setor IV, sala D1A
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE UNIDADES DE MINERAÇÃO PRODUTORAS DE AGREGADOS PARA CONSTRUÇÃO CIVIL NO NORDESTE BRASILEIRO


PALAVRAS-CHAVES:

Mineração. Eficiência. DEA. Benchmarking. EBITDA.


PÁGINAS: 7584
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Produção
RESUMO:

A presente pesquisa tem como objetivo avaliar a eficiência de um grupo de mineradoras de produtos utilizados na construção civil. Com o crescimento exponencial desse segmento, as técnicas de análise de desempenho se tornam essenciais para mensurar resultados, sobretudo para auxiliar nas tomadas de decisões dos investidores e possibilitar suporte ao planejamento estratégico das empresas. A pesquisa foi desenvolvida na região do nordeste brasileiro, em um grupo de empresas do ramo de mineração. Para realizar essa avaliação, o presente trabalho coletou dados primários na ótica de indicadores financeiros, considerando uma série temporal mensal para estratificá-los garantindo uma homogeneidade na comparação das empresas nascentes e já existentes no mercado. O tamanho da amostra foi composto por uma coleta de 10 unidades mineradoras no período de janeiro a abril de 2011. Mapeando esse processo produtivo, as variáveis de entrada, cujo impacto no negócio apresentaram maior relevância, foram: (a) custos com combustíveis; (b) custos com manutenção; e as variáveis de saídas são: (a) EBTIDA (Earning Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization) e (b) EBTIDA por volume produzido. Com base nessas variáveis, realizou-se uma análise utilizando os modelos matemáticos da Análise Envoltória de Dados (DEA) BCC e CCR, a fim de identificar qual o modelo melhor representa as unidades em estudo.  Ao finalizar essa pesquisa, a consolidação dos resultados possibilitaram subsídios técnicos para a tomada de decisão estratégica, viabilizando análises comparativas e possibilitando Benchmarking entre as unidades para atingir a eficiência. Como resultado, as unidades ineficientes podem adotar os diagnósticos recomendados para que sejam implementadas melhorias na gestão organizacional das empresas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1753722 - LUCIANO FERREIRA
Presidente - 1777131 - MARIANA RODRIGUES DE ALMEIDA
Notícia cadastrada em: 20/09/2013 16:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao