Banca de DEFESA: LUAN NOGUEIRA BEZERRA DE MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUAN NOGUEIRA BEZERRA DE MEDEIROS
DATA : 25/01/2022
HORA: 09:00
LOCAL: ESCOLA DE SAÚDE DA UFRN
TÍTULO:

CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE UM FORMULÁRIO DE CONTRARREFERÊNCIA PARA MULHERES COM SÍFILIS GESTACIONAL ATENDIDAS EM MATERNIDADE PÚBLICA.


PALAVRAS-CHAVES:

Descritores: Sífilis. Gestantes. Período pós-parto. Encaminhamento e Consulta. Estudo de validação.


PÁGINAS: 158
RESUMO:

RESUMO

A sífilis é um problema de saúde pública em todo o mundo, principalmente tratando-se de sífilis gestacional que pode levar a desfechos negativos tais como: aborto, óbito fetal intrauterino, prematuridade e entre outros. No entanto, existem falhas na contrarreferência das mulheres com sífilis das maternidades para a Atenção Básica. Desta forma, objetivou construir e validar um formulário de contrarreferência para mulheres com sífilis gestacional atendidas na maternidade pública. Trata-se de um estudo metodológico. Para o alcance do objetivo proposto realizou-se uma pesquisa de campo na maternidade regional de risco habitual da região metropolitana do Estado do Rio grande do Norte, uma revisão integrativa para embasar a construção do formulário; e por fim, a validação do instrumento com a Técnica Delphi através do consenso de juízes, onde adotou-se IVC com valor igual ou maior que 78%. O estudo ocorreu mediante parecer consubstanciado de Nº 4.579.331 e CAAE Nº 43346321.5.0000.5537 do CEP da UFRN. Os dados foram analisados conforme a natureza de cada estudo e organizados em tabelas, quadros e de forma descritiva. Os resultados da pesquisa de campo apresentaram um cenário em que o rastreamento da sífilis é realizado na maternidade, no entanto existem falhas no manejo da doença durante o internamento da mulher na instituição. Outro achado nessa mesma pesquisa é que não existe um instrumento específico para a contrarreferência dos casos de sífilis gestacional. A revisão integrativa compilou um aporte de 15 artigos científicos que embasaram a com construção do formulário preliminar. Este instrumento passou pela validação de 16 juízes, mantendo em sua forma estrutural um título e sete itens que captam informações necessárias da sífilis gestacional na maternidade e o seguimento da mulher para a Atenção Básica. O instrumento foi validado em uma única rodada com Técnica Delphi e manteve IVC de 0,94% pelos critérios de avaliação da clareza, relevância, pertinência e abrangência. Portanto, o formulário poderá contribuir com o processo de contrarreferência dos casos de sífilis gestacional em mulheres da maternidade para a Atenção Básica, permitindo acesso a informações cruciais seu seguimento entre os serviços e um tratamento adequado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3149599 - ANA CRISTINA ARAUJO DE ANDRADE GALVAO
Interna - 2344942 - JOVANKA BITTENCOURT LEITE DE CARVALHO
Externa à Instituição - MÔNICA CECÍLIA PIMENTEL DE MELO - UNIVASF
Notícia cadastrada em: 10/01/2022 10:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao