Banca de QUALIFICAÇÃO: RAYRA MASS LUCENA DE SENA LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAYRA MASS LUCENA DE SENA LIMA
DATA : 26/09/2019
HORA: 10:30
LOCAL: ESUFRN - SALA 15
TÍTULO:

PROTOCOLO DE CUIDADOS PARA A REDUÇÃO DOS RICOS DE LESÃO POR PRESSÃO EM PACIENTES DE UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras Chave: Lesão por pressão. Unidade de Teapia Intensiva. Protocolo de Cuidados.


PÁGINAS: 50
RESUMO:

Atualmente as discussões sobre a importância da Segurança do Paciente ganharam grandes repercussões no âmbito mundial. Definida pelo Ministério da Saúde como uma redução, a um mínimo aceitável, do risco de dano desnecessário associado aos cuidados de saúde, a Segurança do Paciente visa trabalhar com seis metas internacionais, dentre elas, destaca-se a minimização do risco de quedas e lesão por pressão. Estudos recentes comprovam que os índices de lesão por pressão em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) podem chegar a 50% dos pacientes internados, constatando um indicador negativo da qualidade da assistência prestada. A Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Municipal de Natal, reconhecida como UTI de referência do Município de Natal/RN, em conjunto com o Programa Paciente Seguro do Ministério da Saúde que concedeu à instituição a oportunidade de implantar as metas internacionais de segurança do paciente, atribuindo a UTI o projeto piloto de minimização do risco de quedas e lesão por pressão. Diante da realidade apresentada e da oportunidade de contribuir com o projeto supracitado, o objetivo deste trabalho é construir, em conjunto com os enfermeiros da UTI adulto do referido hospital, um Protocolo de assistência de enfermagem relacionado com a prevenção da lesão por pressão visando a segurança do paciente. O desenho qualitativo será pautado na Pesquisa Convergente Assistencial, partindo de uma análise dos prontuários para identificação dos escores das Escalas de Bradem aplicadas aos pacientes internados na UTI referência no último ano, em um segundo momento serão realizadas entrevistas semiestruturadas com os enfermeiros da UTI, referente a seus conhecimentos sobre o assunto em questão, suas necessidades e potencialidades. A análise do material empírico acontecerá através do Discurso do Sujeito Coletivo e a partir dessa etapa dar-se-a-rá inicio a construção do Protocolo em conjunto com todos os enfermeiros da UTI, Núcleo de Segurança do Paciente e Comissão de Controle de Infecção Hospitalar em grupos de trabalho previamente estruturados. Após a conclusão desse protocolo, espera-se uma padronização da assistência prestada ao paciente grave, internado na UTI do HMN, uma vez que, estando toda equipe treinada em prol da minimização dos índices de lesão por pressão e seguindo um protocolo institucional, as ocorrências desse evento adverso devem ser evitadas e o cuidado prestado seja aprimorado.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 9350807 - ELIANE SANTOS CAVALCANTE
Interna - 1056859 - VERBENA SANTOS ARAUJO
Externa ao Programa - 2330137 - VILANI MEDEIROS DE ARAUJO NUNES
Notícia cadastrada em: 26/09/2019 10:12
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao