Banca de QUALIFICAÇÃO: MATHEUS ANDRÉ COUTINHO FERREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MATHEUS ANDRÉ COUTINHO FERREIRA
DATA : 17/12/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

 

miRNA-Box: Arquitetura de hardware para integração de sistema de detecção de microRNA


PALAVRAS-CHAVES:

câncer, miRNA, biomarcador, sistema embarcado, diagnóstico auxiliado por sistemas


PÁGINAS: 73
RESUMO:

Estado da arte: Câncer, também conhecido como neoplasia maligna, é uma doença que está associada ao crescimento desordenado das células, podendo ser bastante agressivo e incontrolável. Os diversos tipos de câncer estão associados à variedade de células presentes no corpo humano, diferenciando-se através da velocidade de multiplicação celular e capacidade de atacar os tecidos e órgãos. Problema: Profissionais especializados e equipamentos de alto custo são imprescindíveis para a realização do diagnóstico. Nos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, a complexidade para realizar o diagnóstico aumenta, devido a grande demanda de pacientes e a ausência de uma análise de qualidade. Entretanto, novas tecnologias e estratégias que atuem diretamente no diagnóstico precoce estão sendo investigadas. Sendo uma delas o uso de miRNAs, que são reguladores chave da expressão gênica, fato que associa a interação dos miRNAs com o genoma e o aparecimento de doenças, podendo assim ser utilizado como biomarcador. Metodologia: Foi realizado um estudo bibliográfico sobre o câncer e o uso de miRNAs como biomarcadores, para então ser iniciado o levantamento de requisitos, no intuito de compreender as necessidades que o sistema deverá abordar. A partir disso, foi inicializado a prototipagem para validação dos requisitos, assim como para apresentar a identidade visual do projeto, no intuito de proporcionar uma boa usabilidade e experiência ao usuário.  Após essa fase inicial, foi utilizado o framework scrum no qual baseia-se em metodologias ágeis, para o planejamento e implementação do sistema embarcado. Resultados e discussões: O referido estudo forneceu subsídios para o desenvolvimento do sistema embarcado que realiza o acionamento do hardware no intuito de realizar a leitura e quantificação dos resíduos de miRNA de forma a garantir alta especificidade, baixo custo e rápida execução, adequando-se aos critérios de aplicabilidade e escalabilidade para o Sistema Único de Saúde (SUS),  além de possuir interoperabilidade com o prontuário eletrônico do paciente (PEP), garantindo a otimização da gestão de informação aos serviços públicos de saúde,  proporcionando maior economicidade ao SUS. Conclusão: O  miRNA-Box, um sistema embarcado utilizado em dispositivo biomédico, desenvolvido pelo Núcleo Avançado de Inovação Tecnológica (NAVI) em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) e o Ministério da Saúde (MS)  propõe a  aplicabilidade na Atenção Primária de Saúde (APS)  com o objetivo de realizar a análise e diagnóstico precoce de câncer de mama, próstata e colo de útero, no intuito de melhorar o processo de triagem de pacientes  e proporcionar redução de custos na área da saúde com doenças complexas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 046.446.184-70 - ANTONIO HIGOR FREIRE DE MORAIS - IFRN
Externo à Instituição - JAILTON CARLOS DE PAIVA - IFRN
Interno - 010.655.474-39 - JOÃO PAULO QUEIROZ DOS SANTOS
Externo à Instituição - LEONARDO JUDSON GALVAO DE LIMA
Notícia cadastrada em: 07/12/2020 15:51
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao