As maiores inovações brasileiras em saúde de 2019

Inteligência artificial no hospital, um banco de dados genéticos, curativo inusitado para queimaduras, além de uma estratégia que poupa o coração das mulheres em quimioterapia e uma rede contra a falsificação de remédios: eis os projetos e os avanços que levaram os troféus na segunda edição do Prêmio Abril & Dasa de Inovação Médica.

 

A premiação começa com a indicação e submissão de estudos, invenções, campanhas e demais iniciativas com resultados palpáveis concebidos por universidades, hospitais, centros de pesquisa, startups, ONGs e outras entidades públicas e privadas. Os trabalhos que preenchiam os critérios do regulamento (capacidade disruptiva, impacto e relevância, uso de tecnologia e aplicabilidade e abrangência) foram direcionados a um júri com alguns dos maiores nomes da medicina.

 

Com as notas dos jurados, chegamos aos três finalistas das cinco categorias: Inovação em Medicina Diagnóstica, Inovação em Medicina Social, Inovação em Genética, Inovação em Prevenção e Inovação em Tratamento.

 

Os finalistas são divulgados e passam, então, por uma etapa de votação popular, com peso menor, mas que ajuda em casos de empate.

Notícia cadastrada em: 06/02/2020 08:54
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao