Banca de DEFESA: KARLA MÔNICA DANTAS COUTINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KARLA MÔNICA DANTAS COUTINHO
DATA : 06/12/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Campus da UFRN, Setor 4, sala F4
TÍTULO:

TELESSAÚDE NA FORMAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA ENFRENTAMENTO À SÍFILIS


PALAVRAS-CHAVES:

Aprendizagem mediada por tecnologia, Telessaúde, Tele-educação, Sífilis e Agente Comunitário de Saúde


PÁGINAS: 20
RESUMO:

Introdução: A sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST), milenar e reemergente, causada pela bactéria Treponema pallidum. No Brasil, os índices de sífilis vêm aumentando significativamente devido a comportamentos sexuais de risco, multiplicidade de parceiros e relações sexuais sem uso de preservativos. O Agente Comunitário de Saúde (ACS) poderá contribuir significativamente para o enfrentamento desta epidemia, uma vez que, estabelece uma forte relação entre a comunidade e o sistema de atenção primária à saúde, colaborando inclusive na detecção precoce e na elaboração de estratégias que apontem caminhos para uma assistência de qualidade. Para isso, é necessário que os referidos profissionais sejam adequadamente qualificados. Nesse sentido, entendemos que a telessaúde, em especial a tele-educação tem papel preponderante na qualificação de tais profissionais. Metodologia: Assim foi realizado estudo bibliográfico e documental acerca do uso da mediação tecnológica na formação permanente em saúde, bem como dos dados epidemiológicos sobre a sífilis, este último para melhor compreensão das necessidades da formação. Esta será composta por três módulos educacionais, mediados por tecnologia, no formato autoinstrucional, sendo desenvolvidos de forma interativa, através da utilização de elementos visuais, auditivos, com exposição dialogada e apresentação de questões norteadoras, onde o profissional poderá realizar as atividades no dia e horário que lhe for mais conveniente, logando na plataforma do Ambiente Virtual de Aprendizagem do SUS (AVASUS). Resultados: O referido estudo forneceu subsídios para a construção de uma trilha de aprendizagem e de estratégias pedagógicas utilizando a tele-educação, ferramenta da telessaúde, para a formação de ACS no enfrentamento ao crescimento epidêmico da Sífilis através de três módulos educacionais mediados por tecnologia. Módulo 1 disponibilizado na plataforma AVASUS desde abr/2019, módulo 2 em processo de editoração e o módulo 3 em fase de elaboração de conteúdo. Conclusão: A ação educativa é positiva e contribui para uma atuação mais efetiva e eficaz dos ACS na comunidade, consequentemente favorecendo ao controle, prevenção e tratamento da sífilis. Assim, considera-se que tanto os gestores como os profissionais de saúde estejam sensíveis à problemática deste agravo, sendo necessário a educação permanente como estratégia para a melhoria na qualidade da assistência aos usuários do SUS.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1790060 - ALINE DE PINHO DIAS
Presidente - 046.446.184-70 - ANTONIO HIGOR FREIRE DE MORAIS - IFRN
Externa ao Programa - 3151534 - HELENI AIRES CLEMENTE
Interno - 010.655.474-39 - JOÃO PAULO QUEIROZ DOS SANTOS
Externo à Instituição - LEANDRO SILVA COSTA - IFRN
Notícia cadastrada em: 02/12/2019 09:13
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao