Banca de DEFESA: WILKA DA SILVA CAMBOIM

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WILKA DA SILVA CAMBOIM
DATA : 31/05/2023
HORA: 08:30
LOCAL: Remoto - videoconferência - https://meet.google.com/kwk-tsru-xug
TÍTULO:

Nanopartículado do óleo essencial de Eplingiella fruticosa: uma potencial alternativa para têxteis bioativos


PALAVRAS-CHAVES:

Eplingiella fruticosa, microemulsão, antimicrobiano, antioxidante, têxtil bioativo.


PÁGINAS: 89
RESUMO:

A utilização das plantas na medicina popular contribui de forma relevante para a prevenção, tratamento e cura de enfermidades. Um exemplo dessas plantas é a Eplingiella fruticosa (Lamiaceae), arbusto nativo do nordeste brasileiro, com ação antimicrobiana, anti-inflamatória e antioxidante. Embora conhecido na medicina popular há poucas pesquisas científicas com esse vegetal, abrindo margens para o desenvolvimento de pesquisas que descubram e comprovem quais são as ações bioativas que agem nas enfermidades. Essas ações motivaram a realização desta pesquisa, em específico, utilizando o óleo essencial (OE). Esta pesquisa teve por objetivo testar as atividades antimicrobiana e antioxidante do óleo essencial extraído das folhas de Eplingiella fruticosa (OEAV) e sua potencial aplicação por sistema microemulsionado (SME) para o desenvolvimento de têxteis funcionais. O óleo essencial exibiu majoritariamente os componentes: 1,8 - Cineol (29,15%), seguido de β-Cariofileno (12,57%), cis – calameneno (8,71%) e β-Pineno (4,86%). O SMEAV formulado é composto de tensoativo Tween 80, óleo essencial de E. fruticosa e água, possui propriedades físico-quimicas de pH = 5, diâmetro de gotícula 12,5 nm, índice de polidispersão 0,22 e resistência ao estresse térmico até 95ºC. Para a ação foram testados 3 microorganismos, a levedura candida albicans mostrou-se sensível, enquanto as bactérias S. aureus e E. coli apresentaram baixa sensibilidade quando em contato com o OEAV. Para a atividade antioxidante avaliada pelo método da Capacidade Antioxidante Total, a encapsulação pelo sistema microemulsionado (SMEAV) potencializou em três vezes a atividade antioxidante quando comparado ao OEAV livre. Portanto, o SMEAV apresenta-se como um sistema biodegradável, não oferece riscos à saúde humana e ao meio ambiente e o OEAV possui ação antioxidante e antifúngica frente a C. albicans, o que os tornam produtos potenciais para aplicação nas áreas industrial têxtil, cosmetotêxtil e biomédica.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - CÁTIA GUARACIARA FERNANDES TEIXEIRA ROSSI - FANEC
Externo à Instituição - FABRÍCIO MAESTÁ BEZERRA - UTFPR
Interno - 2941160 - JOSE HERIBERTO OLIVEIRA DO NASCIMENTO
Presidente - 2614285 - KESIA KARINA DE OLIVEIRA SOUTO SILVA
Externa ao Programa - 1569526 - RENATA MENDONÇA ARAUJO
Notícia cadastrada em: 26/05/2022 22:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao