Banca de DEFESA: ALINE MEIRYELLE QUEIROZ DE BRITO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALINE MEIRYELLE QUEIROZ DE BRITO
DATA : 01/06/2021
HORA: 14:00
LOCAL: BANCA ON-LINE POR VIDEOCONFERÊNCIA
TÍTULO:

ATIVIDADE CONTRA STAPHYLOCOCCUS AUREUS POR SISTEMA MICROEMULSIONADO COM EXTRATO DE MOMORDICA CHARANTIA SOLUBILIZADO PARA POTENCIAL APLICAÇÃO EM TÊXTEIS ESPORTIVOS


PALAVRAS-CHAVES:

extrato vegetal, Momordica charantia, microemulsão, funcionalização, antibacteriano, têxtil esportivo.


PÁGINAS: 79
RESUMO:

A evolução científica e tecnológica dos têxteis funcionais vem trazendo uma elevada agregação de valor quando comparados aos têxteis convencionais devido sua capacidade de responder satisfatoriamente a diversas necessidades de seus utilizadores em diversas áreas como saúde, proteção e no segmento esportivo. Essa pesquisa tem como objetivo a produção de um têxtil antibacteriano para aplicação na área esportiva, a partir da utilização de extratos vegetais que são compostos naturais e sustentáveis que vêm sendo utilizados em diversos setores da indústria, pois possuem uma diversidade de propriedades, principalmente, as biológicas, o que os tornam adequados para a aplicação em acabamentos funcionais nos materiais têxteis. O sistema microemulsionado é um método de impregnação e uma alternativa eficaz para a solubilização de agentes funcionais, e por ser termodinamicamente estável, é eficiente para uso a longo prazo. Nesse caso, para o desenvolvimento deste estudo foi necessário a obtenção do extrato das folhas de Momordica charantia (EMC), bem como a produção da solução mãe do extrato (SME) e a sua solubilização com diferentes concentrações em uma microemulsão base (M) que resultou nas amostras P1, P2 e P3. A SME foi caracterizada pelas análises de espectroscopia na região do infravermelho por transformada de Fourier (FTIR) e concentração micelar crítica (CMC). Já para as microemulsões, as técnicas de caracterizações realizadas foram: tamanho de partícula, potencial zeta, estresse térmico, pH, condutividade elétrica, FTIR, microscopia eletrônica de transmissão (MET) e análises antibacterianas (Staphylococcus aureus, gram-positiva), essa última foi realizada tanto no EMC, e na SME, como nos quatro pontos de microemulsão. Em resumo ao objetivo proposto, o EMC, a SME e as microemulsões P2 e P3 apresentaram resultados positivos contra a S. aureus, sendo o sistema microemulsionado P3 o mais efetivo, com um halo de inibição de 12,5 mm. Portanto, o produto desenvolvido nesta pesquisa possui potencial para aplicação em fibras catiônicas, promovendo o desenvolvimento de têxteis funcionais para área esportiva.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2614285 - KESIA KARINA DE OLIVEIRA SOUTO SILVA
Interno - 2052404 - FERNANDO RIBEIRO OLIVEIRA
Interno - 2941160 - JOSE HERIBERTO OLIVEIRA DO NASCIMENTO
Externa à Instituição - CÁTIA GUARACIARA FERNANDES TEIXEIRA ROSSI - FANEC
Notícia cadastrada em: 24/05/2020 17:06
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa27-producao.info.ufrn.br.sigaa27-producao