Banca de DEFESA: RAPHAEL SIQUEIRA FONTES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAPHAEL SIQUEIRA FONTES
DATA: 12/04/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Setor de Aulas IV - UFRN
TÍTULO:

COMPÓSITO POLIMÉRICO HÍBRIDO: COMPORTAMENTO MECÂNICO, DESCONTINUIDADE GEOMÉTRICA E RESISTÊNCIA RESIDUAL


PALAVRAS-CHAVES:

Compósitos Poliméricos Híbridos; Furo Central; Propriedades Mecânicas; Resistência Residual; Fratura.


PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:
A crescente demanda na utilização dos materiais compósitos híbridos torna imprescindível uma melhor compreensão do seu comportamento frente às mais diversas condições de projeto, como a presença de descontinuidades geométricas nos elementos estruturais. Nesse sentido, a proposta desta dissertação é um estudo envolvendo a resposta mecânica (resistência e rigidez), os modos (características) da fratura e Resistência Residual de um laminado compósito híbrido de matriz polimérica com e sem presença de descontinuidade geométrica em sua seção longitudinal (com redução da seção transversal), sob a ação de tração uniaxial. Essa descontinuidade geométrica é caracterizada por furos centrais de diferentes diâmetros. O laminado compósito híbrido foi confeccionado na forma de placa e composto por matriz poliéster orto-tereftálica reforçada por 04 camadas externas de tecidos bidirecionais de fibras de juta e 01 camada central de tecidos bidirecionais de fibras de vidro-E. O laminado foi fabricado industrialmente (Tecniplas Nordeste Indústria e Comércio Ltda.), obtido através do processo de laminação manual (hand-lay-up). Inicialmente, foi feito um estudo da densidade volumétrica do laminado, de modo a comprovar sua aplicação em estruturas leves. Foram realizados estudos comparativos entre as propriedades mecânicas nas condições dos corpos de prova sem o furo e com os diferentes diâmetros do furo. Para a avaliação de possível influência da presença dos furos centrais na estabilidade estrutural do laminado, a Resistência Residual foi determinada para cada caso de variação do diâmetro do furo.Como estudo complementar, análises macroscópicas da característica de fratura final dos laminados foram desenvolvidas. A presença do furo central, independente do diâmetro, influiu de forma danosa,principalmente na resistência última à tração, apresentando uma tendência de aumento da influência com o aumento do diâmetro do furo. Quanto ao módulo de elasticidade, por outro lado, a diferença encontrada entre os corpos de prova apresentou-se dentro da faixa da dispersão dos ensaios, mostrando estabilidade com relação à rigidez do laminado.

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 347563 - EVE MARIA FREIRE DE AQUINO
Interno - 1338331 - RAIMUNDO CARLOS SILVERIO FREIRE JUNIOR
Externo ao Programa - 5220696 - LUIZ CLAUDIO FERREIRA DA SILVA
Externo à Instituição - RAIMUNDO NONATO BARBOSA FELIPE - IFRN
Notícia cadastrada em: 03/04/2013 17:30
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao