Banca de QUALIFICAÇÃO: FAISY PAULINO PEREIRA SOARES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FAISY PAULINO PEREIRA SOARES
DATA: 18/01/2013
HORA: 16:00
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

INFLUÊNCIA DA FORMAÇÃO DE POZOLANAS EM FUNÇÃO DA ADIÇÃO DE METACAULIM EM CONCRETO DE ALTA RESISTÊNCIA SUBSTITUINDO PERCENTUAIS DE CP V


PALAVRAS-CHAVES:

Concreto de alta resistência, metacaulim, cimento portland, emissão de CO2.


PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

O avanço tecnológico na construção civil tem crescido em grande escala no mercado brasileiro, onde o concreto de alta resistência tem se destacado dentro desta gama de materiais. Tais atividades geram um alto consumo de cimento que tem como consequência a emissão de CO2 gerado pelas indústrias de cimento, fator que implica na necessidade de uma alternativa para a redução deste poluente utilizando materiais que atendam aos padrões das normas sem que haja perda nas suas propriedades e características físico-mecânicas. Em face deste tema este trabalho se propõe a avaliar as características mecânicas e melhorar a qualidade do concreto de alta resistência com adição de metacaulim na composição, bem como contribuir para redução de CO2 no ambiente. Este material é geralmente utilizado na construção de grandes estruturas de concreto armado e pré-moldados.

 A adição de metacaulim é uma alternativa viável para melhorar as características dessa massa, pois a mistura permite que haja a formação de pozolanas que tem capacidade de reagir com hidróxido de cálcio, formando compostos estáveis de poder aglomerante, inibindo a reação álcali-agregado no concreto. Para controle das propriedades tecnológicas do concreto, será utilizada a norma NBR 12654 que descreve os ensaios pertinentes ao concreto e suas matérias primas. Foram confeccionados corpos de prova com adições de 0%, 4%, 6%, 8% e 10% em peso de metacaulim em substituição ao cimento CP V na composição. Os resultados mostraram boas características dos agregados quanto à granulometria bem como potencialmente inócuos quanto à reação alcali-agregado, a resistência mecânica com adição de 10% obteve 67,10 Mpa aos 28 dias de ruptura bem superior ao traço proposto de 55 Mpa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Interno - 349104 - LUIZ GUILHERME MEIRA DE SOUZA
Externo à Instituição - CELINA LEAL MENDES DA SILVA - IFRN
Notícia cadastrada em: 16/01/2013 13:11
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao