Banca de QUALIFICAÇÃO: RENATA CARLA TAVARES SANTOS FELIPE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATA CARLA TAVARES SANTOS FELIPE
DATA: 17/08/2012
HORA: 08:00
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

ENVELHECIMENTO AMBIENTAL ACELERADO EM PRF A BASE DE TECIDOS HÍBRIDOS KEVLAR/VIDRO: PROPRIEDADES E INSTABILIDADE ESTRUTURAL


PALAVRAS-CHAVES:

Compósito Polimérico, Hibridização, Envelhecimento Ambiental Acelerado, Estabilidade Estrutural e Processo de Fratura.


PÁGINAS: 194
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

São vários os mecanismos de danos que os diversos materiais podem sofrer em serviço. No entanto, ao se trabalhar com os materiais compósitos poliméricos isso é algo que necessita de análises principalmente quando expostos a condições ambientais adversas. Logo, a respectiva tese objetiva o estudo da influência direta do envelhecimento ambiental e da forma de hibridização dos tecidos de reforço na estabilidade estrutural, degradação superficial e processo de fratura de laminados compósitos poliméricos. Para tanto se fez necessário o desenvolvimento de dois laminados compósitos poliméricos, onde um deles é reforçado com um tecido bidirecional com mecha híbrida de fibras de kevlar-49/vidro-E e o outro com um tecido também bidirecional, porém com trama e urdume formadas com mechas alternadas de fibras kevlar-49 e fibras de vidro-E. Os tecidos de reforço são de fabricação industrial. Ambos os laminados utilizam como matriz a resina de poliéster, sendo constituídos de quatro camadas cada. Todos os laminados foram confeccionados industrialmente pelo método de fabricação hand lay-up. Para tanto foram fabricados corpos de provas (CP’s) dos respectivos laminados e submetidos ao envelhecimento ambiental acelerado através da câmara de envelhecimento. Os mesmos foram expostos aos ciclos alternados de radiação UV e umidade (vapor aquecido) por um período definido em norma. Ao término do período de exposição os CP’s foram submetidos aos ensaios mecânicos de tração uniaxial e flexão em três pontos e às caracterizações da fratura e da degradação superficial. Além disso, foram submetidos à avaliação da estabilidade estrutural mediante a técnica de mediação de variação de massa (TMVM) e a técnica de medição de variação de espessura (TMVE), sendo essa última desenvolvida nesta tese. Ao término das análises foi observado que a forma de hibridização dos tecidos de reforço e o processo de envelhecimento influenciam diretamente no comportamento mecânico do compósito, no mecanismo de degradação bem como na estabilidade estrutural dos laminados compósitos desenvolvidos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 347563 - EVE MARIA FREIRE DE AQUINO
Externo ao Programa - 5220696 - LUIZ CLAUDIO FERREIRA DA SILVA
Interno - 1338331 - RAIMUNDO CARLOS SILVERIO FREIRE JUNIOR
Notícia cadastrada em: 09/08/2012 17:18
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao