Banca de QUALIFICAÇÃO: JOAO PAULO MELO DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOAO PAULO MELO DA SILVA
DATA: 07/03/2012
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

ESTUDO COMPARATIVO DAS PROPRIEDADES MECÂNICAS EM COMPÓSITOS DA FIBRA MODAL E POLIÉSTER


PALAVRAS-CHAVES:

Compósitos; fibras; poliéster.


PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

Tecnologias modernas exigem materiais com combinações incomuns de propriedades que não podem ser atendidas pelos materiais convencionais, os compósitos tem esta finalidade tornando-o a classe de materiais mais utilizada e pesquisada nas ultimas décadas. Na presente pesquisa foram utilizados dois tipos de reforços, a fibra  modal e a fibra de poliéster, para o desenvolvimento de três compósitos distintos (modal/poliéster; poliéster/poliéster; poliéster+modal/poliéster) utilizando a resina de poliéster não-saturado como matriz. O modal é uma fibra de celulose regenerada normalmente fabricada pelo processo viscose, que possuem elevada tenacidade e alto módulo de elasticidade à úmido. A fibra de poliéster é obtida de processos químicos, derivada do petróleo. É caracterizada por ter uma ótima resistência, baixo encolhimento, secagem rápida, resistente ao amarrotamento e abrasão. As mantas de fibras foram preparadas num preparador de manta por imersão desenvolvido no Laboratório de Engenharia Têxtil da UFRN. Foram fabricados três compósitos, como mencionado, usando o processo de molde fechado por compressão, utilizando a resina de poliéster ortoftálica e 1% de peróxido MEK (peróxido de metil etil cetona) como iniciador. As amostras com as dimensões 150x25x3 mm foram cortadas a laser na placa do compósito para os ensaios mecânicos. Os ensaios de tração e flexão em três pontos foram realizados no Laboratório de Metais e Ensaios Mecânicos - UFRN. Todas as análises estavam de acordo com as normas da ASTM. As amostras resultantes dos ensaios mecânicas foram avaliadas no MEV. Com base nas observações dos resultados nos ensaios mecânicos, observou-se que os compósitos reforçados com as fibras de poliéster+modal apresentaram um melhor comportamento quando foram expostos a carregamentos tanto de tração quanto de flexão. O ensaio de absorção evidenciou valores de absorção de água diferente do composito reforçado só com o modal e do compósito só com o poliéster, observando um equilibribio na absorção de umidade, devido a união das duas fibras. Nas imagens do MEV foi possível ver as regiões de ruptura do compósito e a adesão fibra/matriz.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JOSE DE ANCHIETA LIMA - IFRN
Interno - 349104 - LUIZ GUILHERME MEIRA DE SOUZA
Presidente - 6346998 - RASIAH LADCHUMANANANDASIVAM
Notícia cadastrada em: 01/03/2012 15:14
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao