Banca de DEFESA: DANIEL JATOBA DE HOLANDA CAVALCANTI

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIEL JATOBA DE HOLANDA CAVALCANTI
DATA: 23/02/2012
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

ESTUDO DO EFEITO DO ÓXIDO DE BÁRIO NO COMPORTAMENTO DE MASSAS PARA PORCELANATO


PALAVRAS-CHAVES:

Porcelanato, matérias-primas, óxido de bário, fluxantes, massas para porcelanato, processamento.


PÁGINAS: 115
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

Neste trabalho, propõe-se o estudo do efeito do óxido de bário no comportamento de massas para porcelanato a partir da utilização de matérias-primas encontradas nas jazidas existentes no estado do Rio Grande do Norte que dispõe de um grande potencial natural para industrialização do produto.

O porcelanato é um produto sofisticado com excelentes propriedades finais, tais como: AA 0,5%, elevada resistência mecânica, ao risco e ao manchamento e excelentes características estéticas, sendo aplicado como revestimento cerâmico em grandes empreendimentos de alto luxo na construção civil.

As matérias-primas selecionadas para o desenvolvimento do estudo foram: dois tipos de argilas, feldspato potássico, albita, dolomita, talco, resíduo de caulim e carbonato de bário, sendo caracterizadas por análises de fluorescência de raios-X, difração de raios-X, análise granulométrica, análise dilatométrica e análise térmicas.

Assim sendo, pretende-se definir seis formulações utilizando as matérias-primas citadas que serão processadas, conformadas e sintetizadas nas temperaturas de 1150°C, 1175°C, 1200°C, 1225°C, 1250°C. A partir das caracterizações físicas, químicas e morfológicas das formulações obtidas, determina-se o efeito do óxido de bário nas propriedades físicas e mecânicas do sistema estudado realizando ensaios de absorção de água, retração linear, porosidade aparente, massa específica aparente, curva de compactação, resistência à flexão em 3 pontos, DRX e MEV.

Após a análise dos resultados encontrados, pretende-se contribuir para uma melhor compreensão do efeito do óxido de bário como agente fluxante em sistemas cerâmicos utilizados na indústria de fabricação de porcelanato, objetivando uma redução na temperatura de queima e nos tempos de processo, o que implica em uma economia de energia desprendida para a produção e aumento de produtividade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1298936 - ANTONIO EDUARDO MARTINELLI
Presidente - 1300987 - CARLOS ALBERTO PASKOCIMAS
Externo à Instituição - MARCIO LUIZ VARELA NOGUEIRA DE MORAES - IFRN
Externo à Instituição - RICARDO PEIXOTO SUASSUNA DUTRA - UFPB
Interno - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 25/01/2012 13:57
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao