Banca de QUALIFICAÇÃO: JAIR JOVENTINO DE FREITAS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: JAIR JOVENTINO DE FREITAS

DATA: 29/04/2011

HORA: 08:30

LOCAL: Auditório do NUPPRAR

TÍTULO:

Estudo da Aderência entre Compósitos Cimentantes e Tubos de Revestimento Metálico submetidos a ciclagens térmicas em Poços de Petróleo


PALAVRAS-CHAVES:

Compósitos cimentantes, cimentação de poços, interface cimento-aço, aderência.


PÁGINAS: 98

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia Mecânica

RESUMO:

No Brasil, em especial na região Nordeste, possui uma grande quantidade de poços produtores de óleo que utilizam como método de recuperação secundária a injeção de vapor, isso devido à alta viscosidade desse óleo. Este método de recuperação coloca a interface revestimento metálico – bainha de cimento sobre ciclagem térmica que devido à diferença de coeficiente de expansão volumétrica entre esses dois materiais, pode vir a provocar o surgimento de trincas nesta interface, possibilitando, assim, a passagem de fluidos pelo anular que está associado a sérios riscos sócio-econômicos e ambientais. Para tentar minimizar este problema, foi promovido um estudo que consiste em mensurar a resistência ao cisalhamento entre um tubo de aço e o cimento, onde foi adicionados polímeros à pasta de cimento como a poliuretana, a borracha triturada e a quitosana a fim de melhorar a sua plasticidade e aumentar a aderência da pasta cimentante com o revestimento visando, assim, melhorar a sua tensão de cisalhamento nesta interface, diante disso, pode-se dizer que este trabalho tem por meta principal o estudo detalhado da aderência com a utilização de compósitos cimentantes para poços de petróleo sobre revestimentos metálicos com aplicação de ciclagens térmicas simulando, assim, de forma adequada as diferentes condições de poço e métodos avançados de recuperação de óleos pesados. Foram realizados testes de aderência simulando as condições de poços sobre ação da injeção de vapor e observou-se que com a adição de poliuretana houve uma melhoria significativa da aderência na interface revestimento metálico-bainha de cimento com relação à pasta padrão. Os melhores resultados obtidos foi com a pasta de 10% de poliuretana, apresentando um aumento de mais de 100% em todos os ensaios de sua aderência em relação à pasta padrão. Sendo assim, a adição de poliuretana à pasta de cimento contribui de forma significativa para promover uma melhor tensão de cisalhamento entre o revestimento e a bainha de cimento, promovendo, assim uma melhor estabilidade mecânica ao poço de petróleo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1298936 - ANTONIO EDUARDO MARTINELLI
Interno - 1202134 - JOSE DANIEL DINIZ MELO
Externo ao Programa - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Notícia cadastrada em: 28/04/2011 12:31
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao