Banca de DEFESA: EDILBERTO VITORINO DE BORJA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: EDILBERTO VITORINO DE BORJA

DATA: 10/02/2011

HORA: 14:00

LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - UFRN

TÍTULO:

EFEITO DA ADIÇÃO DE ARGILA EXPANDIDA E ADIÇÕES MINERAIS NA FORMULAÇÃO DE CONCRETOS ESTRUTURAIS LEVES AUTOADENSÁVEIS


PALAVRAS-CHAVES:

Concreto estrutural leve, concreto estrutural leve autoadensável, permo-porosidade, argila expandida, metacaulim, cinza de biomassa da cana de açúcar.


PÁGINAS: 222

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia Mecânica

RESUMO:

A busca por materiais alternativos de menor massa específica, redução na transferência de calor e propagação do barulho, associado à facilidade de manuseio e aplicação em estruturas de concreto armado, representa grande desafio na formulação e conhecimento do desempenho de concretos estruturais leves autoadensáveis, que tem tecnologia pouco difundida em nível nacional, e surge no cenário internacional como um material inovador e alternativo ao concreto convencional. Frente ao exposto, este trabalho se propôs a estudar concretos estruturais leves autoadensáveis elaborados com duas graduações distintas de argila expandida associados à inclusão de aditivos plastificantes/superplastificantes e adições minerais de metacaulim e cinza de biomassa de cana-de-açúcar. Tem-se ainda como objeto do estudo, a avaliação da atividade pozolânica das adições minerais e sua influência nas características de durabilidade dos concretos. As propriedades reológicas, físicas, mecânicas e microestruturais, analisadas neste estudo, serviram como fundamentação na qualificação dos concretos leves autoadensáveis, visando às exigências técnicas nacionais para sua classificação no quesito autoadensável e estrutural leve. A inclusão das adições minerais (metacaulim e cinza de biomassa de cana-de-açúcar), em substituição parcial do cimento, demonstrou atividade pozolânica e manutenção das propriedades mecânicas através do efeito filler, apresentando redução de até 76% da permeabilidade a gás nitrogênio na mistura com 20% de cinza de biomassa. Todos os concretos dosados apresentaram reologia (coesão e consistência) adequada para autoadensabilidade, bem como resistência e massa específica inerentes aos concretos estruturais leves, sem apresentar fenômenos de segregação e exsudação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1298936 - ANTONIO EDUARDO MARTINELLI
Externo à Instituição - MARCOS ALYSSANDRO SOARES DOS ANJOS - IFRN
Externo ao Programa - 347420 - MARCUS ANTONIO DE FREITAS MELO
Externo ao Programa - 1507841 - MARIA DAS VITORIAS VIEIRA ALMEIDA DE SA
Externo à Instituição - MARIA LUIZA LOPES DE OLIVEIRA SANTOS - UNIR
Notícia cadastrada em: 24/01/2011 15:39
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao