Banca de QUALIFICAÇÃO: EMANUEL VIEIRA MENDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EMANUEL VIEIRA MENDES
DATA : 14/10/2020
HORA: 09:30
LOCAL: Sala Virtual - meet.google.com/snv-rpic-muo
TÍTULO:

Forno solar a partir de compósito cerâmico para ressecar eletrodos revestidos


PALAVRAS-CHAVES:

Soldagem, Energia Solar, Resíduo cerâmico, Argamassa, Eletrodo Revestido.


PÁGINAS: 49
RESUMO:

A soldagem é um processo amplamente utilizado nas indústrias metalúrgica, naval e aeronáutica, um dos passos importante nesse processo de união é a ressecagem dos eletrodos revestidos usados para realizar a solda via processo Shielded Metal Arc Welding (SMAW), sendo utilizados fornos elétricos nessa etapa. Atualmente, pensando cada vez mais em energia limpa, tem surgido o desenvolvimento de fornos solares, sendo sua principal aplicação na cocção de alimentos, mas já se tem seu uso para outros fins. Porém, em todas as aplicações desses fornos é indispensável conferir isolamento térmico no mesmo, já que eles armazenam energia térmica. Sendo assim, este trabalho tem como objetivo a fabricação, montagem e operacionalidade de um forno solar, produzido em material compósito cerâmico oriundo do beneficiamento de resíduos das indústrias cerâmicas potiguares, para ressecamento de eletrodos revestidos utilizados no processo de soldagem SMAW. Para isso, foi realizada inicialmente a caracterização do material resíduo da cerâmica vermelha (RCV) com análises de composição química, mineralógica e de massa específica, analisando-se, também, o cimento, areia e cal, utilizados na obtenção do compósito cerâmico – argamassa com traço 1:1:6. Foram determinadas a condutividade térmica, resistência mecânica de compressão bem como a tração na flexão nos ensaios experimentais das argamassas, posteriormente, será realizada a fabricação do forno solar e os testes no mesmo com a finalidade de avaliar o ressecamento dos eletrodos revestido. Com a execução desse trabalho, espera-se obter uma relação entre resistência mecânica e condutividade térmica na argamassa, capaz de ser utilizada na fabricação do forno solar, como parâmetro balizador dos níveis de temperaturas internas adequadas para a retirada de umidade de eletrodos revestidos, fazendo desse instrumento sustentável uma fonte de substituição dos fornos elétricos utilizados para ressecagem desses tipos de eletrodos.   


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2254759 - AMANDA MELISSA DAMIAO LEITE
Interno - 349104 - LUIZ GUILHERME MEIRA DE SOUZA
Externa ao Programa - 1718775 - KALINE MELO DE SOUTO VIANA
Notícia cadastrada em: 05/10/2020 08:45
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao