Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO ALVES MAIA DE ALMEIDA JUNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FRANCISCO ALVES MAIA DE ALMEIDA JUNIOR
DATA : 08/08/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Tribologia e Integridade Estrutural
TÍTULO:

INSTRUMENTAÇÃO DE UM TRIBÔMETRO COM ESPECTROSCOPIA RAMAN PARA AVALIAÇÃO IN SITU DA FORMAÇÃO DE FILME LUBRIFICANTE


PALAVRAS-CHAVES:

Tribologia, Espectroscopia Raman, Lubrificação limítrofe


PÁGINAS: 72
RESUMO:

A lubrificação inadequada provoca aceleração no desgaste, causada pela deterioração das zonas de contato entre os sólidos que agem sob carga, diante disso os sistemas requerem maior quantidade de energia para seu funcionamento. A espectroscopia Raman é uma das técnicas que se destaca na caracterização de sistemas tribomecânicos, devido a facilidade de se obter dados sem a preparação preliminar de amostras, essa técnica faz uso de um feixe de laser monocromático, que incide e reflete em um espaço amostral, a luz refletida é captada por um sistema de lentes e filtros e analisadas por um espectrômetro, onde é possível identificar compostos químicos formados durante a abrasão das superfícies, o que torna essa técnica muito eficaz na caracterização de ensaios tribológicos . Este trabalho tem como objetivo a instrumentação de um espectrômetro Raman, funcionando em conjunto com um tribômetro pino sobre disco, afim de caracterizar a formação de filme lubrificante em sistemas lubrificados que agem sob movimento relativo, o regime de lubrificação limítrofe, característico de baixas velocidades e altas cargas foi adotado para a realização dos ensaios, a análise Raman foi realizada em cima da trilha de desgaste do contra corpo, o material utilizado como tribopar foi uma esfera de aço SAE 52100 de 8 mm de diâmetro e um disco de aço SAE 1045, os tribotestes foram realizados a 500 RPM, variando a carga entre 25 N e 80 N. o lubrificante utilizado foi óleo de soja epoxidado aditivado como nanopartículas de carbono amorfo, variando a dispersão do aditivo no lubrificante. Foi acoplado ainda ao sistema uma câmera de alta velocidade em cima da trilha de desgaste, a fim de se identificar os mecanismos de desgaste e a formação de filme lubrificante.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1481705 - SALETE MARTINS ALVES
Externo ao Programa - 2391788 - BRUNO RICARDO DE CARVALHO
Externa à Instituição - VALDICLEIDE SILVA E MELLO - UFES
Notícia cadastrada em: 29/07/2019 14:09
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao