Banca de QUALIFICAÇÃO: JOÃO FREIRE DE MEDEIROS NETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOÃO FREIRE DE MEDEIROS NETO
DATA : 12/07/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 414 do CTEC - UFRN
TÍTULO:

EFICIÊNCIA DO PLASMA DE DESCARGA EM BARREIRA DIELÉTRICA NA MODIFICAÇÃO DE MATERIAIS: EFEITO NAS ALTERAÇÕES FÍSICO-QUMÍCAS DO POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE E DO TITANIO


PALAVRAS-CHAVES:

Plasma DBD, PEAD, Titânio, Langmuir, Molhabilidade


PÁGINAS: 60
RESUMO:

O trabalho utilizou a técnica de plasma em descarga por barreira dielétrica (DBD) para modificação da superfície do polietileno de alta densidade (PEAD) e do Titânio. Os tratamentos foram feitos em argônio ou oxigênio, durante 10 minutos, numa frequência de 820 Hz, tensão de 20 kV, 2 mm de distância entre eletrodos e pressão atmosférica para o PEAD e para o titânio, o gás foi o ar atmosférico, 1,5 mm de distância entre os eletrodos e o tratamento durou 30 minutos, os outros parâmetros foram os mesmos. A eficiência do plasma foi mensurada através sonda tripla de Langmuir a fim de verificar se o mesmo possuía energia suficiente para promover as possíveis alterações químicas na superfície do material. As alterações físico-químicas foram diagnosticadas através de técnica de caracterização de superfície como ângulo de contato, espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios-X (XPS). A espectroscopia de reflexão total atenuada no infravermelho com transformada de Fourier Fourrier (FTIR-ATR), foi feita somente para o PEAD para efeito de comparação as modificações obtidas pelo XPS. A temperatura eletrônica de plasma mostrou que o mesmo possui energia suficiente para a quebra ou formação de ligações químicas na superfície do PEAD, impactando diretamente na molhabilidade. Para o PEAD, o teste de molhabilidade foi feito antes e depois do tratamento através de gota séssil, utilizando água destilada, glicerina e dimetil-formamida, para traçar o perfil de tensões superficiais pelo método de fowkes, analizando a variação do ângulo de contato. O FTIR-ATR e XPS mostraram os grupos e ligações que foram alterados ou gerados superficialmente, quando comparados com a amostra não tratada. O teste de molhabilidade para o Titânio, foi feito da mesma forma, porém utilizou-se água, formamida e glicerina, e o para perfil de tensões interfaciais utilizou-se o método de van Oss, Chaudhury e Good. A caracterização morfológica do titânio foi investigada pelo MEV e AFM, mostrando que houve aumento de rugosidade na escala nanométrica. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2550377 - THERCIO HENRIQUE DE CARVALHO COSTA
Externo à Instituição - EDSON JOSÉ DA COSTA SANTOS - IFRN
Externo à Instituição - IVAN ALVES DE SOUZA
Externa à Instituição - THARSIA CRISTIANY DE CARVALHO COSTA - IFBA
Notícia cadastrada em: 25/06/2019 17:26
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao