Banca de QUALIFICAÇÃO: TOMAS BARROS VASCONCELOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : TOMAS BARROS VASCONCELOS
DATA : 26/11/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 414 do CTEC - UFRN
TÍTULO:

EFEITOS DA ANISOTROPIA E DESCONTINUIDADES GEOMÉTRICAS EM PRFV


PALAVRAS-CHAVES:

Compósitos Poliméricos; Anisotropia; Descontinuidade Geométrica; Propriedades Residuais; Fratura Mecânica.


PÁGINAS: 88
RESUMO:

Os compósitos poliméricos reforçados por fibras de vidro (PRFV) têm, na medida do avanço da tecnologia, sido empregado nas mais diversas áreas da engenharia, como por exemplo: carenagens automobilísticas, estruturas, reservatórios, tubulações, náutica, aeronáutica e aeroespacial, dentre muitas outras aplicações, incluindo lazer. Na medida em que se aplica este material em projetos de engenharia, torna-se imperativo o conhecimento do comportamento mecânico desses materiais nas mais variadas condições de carregamento e serviço. Um problema surge quando os engenheiros necessitam unir elementos estruturais para compor um sistema mecânico, sendo uma das maneiras utilizadas o uso de rebites, parafusos, pinos, etc. Esses elementos por sua natureza exigem a presença de furos, rasgos e entalhes, ou seja, descontinuidades geométricas, originando tensões localizadas que comprometem o desempenho estrutural do elemento. A proposta dessa dissertação consiste no estudo do comportamento mecânico e da característica da fratura de um laminado compósito polimérico constituído por quatro camadas de reforço de tecido bidirecional balanceado de fibras de vidro/E, impregnadas com resina termofixa poliéster orto-tereftálica, e submetido ao esforço de tração uniaxial. No laminado compósito desenvolvido, a influência da descontinuidade geométrica é estudada. A mesma é caracterizada pela presença de dois tipos diferentes de furos circulares centrais fresados: com e sem escareamento. Estudos comparativos foram feitos entre as propriedades mecânicas (resistência à tração, módulo de elasticidade e deformação de ruptura), as propriedades residuais (resistência e módulo), assim como a análise macroscópica da fratura final. A propriedade da anisotropia também é estudada para duas orientações distintas das fibras em relação à direção do carregamento: 0°/90º e ±45º. Estudos comparativos sobre as influências, tanto da presença de descontinuidade geométrica quanto da propriedade da anisotropia, são realizados para todas as condições de estudos propostas. Ensaios de densidade volumétrica e de calcinação foram feitos para a caracterização do compósito, sendo este último para a determinação dos percentuais volumétricos das fibras, resina e vazios.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1064594 - EVANS PAIVA DA COSTA FERREIRA
Presidente - 347563 - EVE MARIA FREIRE DE AQUINO
Interno - 1338331 - RAIMUNDO CARLOS SILVERIO FREIRE JUNIOR
Externo ao Programa - 1230149 - SELMA HISSAE SHIMURA DA NOBREGA
Notícia cadastrada em: 14/11/2018 19:35
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao