Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCOS VINÍCIUS SOUSA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCOS VINÍCIUS SOUSA DOS SANTOS
DATA : 31/08/2018
HORA: 11:00
LOCAL: Laboratório de Máquinas Hidráulicas e Energia Solar - NTI/UFRN
TÍTULO:

COLETOR SOLAR TÉRMICO: UMA ALTERNATIVA PARA O AQUECIMENTO DA ÁGUA UTILIZADA NO TRATAMENTO HIDROSSANITÁRIO TÉRMICO DA MANGA


PALAVRAS-CHAVES:

Coletor solar; energia solar; tratamento hidrotérmico; tratamento hidrossanitário; manga.


PÁGINAS: 63
RESUMO:

No nordeste brasileiro, a manga é cultivada em vários estados. Barreiras fitossanitárias são impostas à fruta destinada ao mercado internacional, sendo a imersão em tanques com água a 46,1ºC recomendada na solução de dois problemas típicos: a antracnose e a eliminação da mosca da fruta. Os níveis de temperatura requeridos para o tratamento térmico da manga e as excelentes condições climáticas locais apontam para a viabilidade técnica do uso do aquecimento solar em substituição de grande parte do GLP consumido. Para estudo de viabilidade de aplicação no aquecimento da água utilizada no processo de tratamento hidrosanitário térmico (THT) da manga, esse trabalho tem por objetivo a fabricação de um coletor solar multi-tubo, trabalhando em regime de fluxo contínuo, com serpentina absorvedora formada por tubos de PVC ligados em série, dispostos em forma labirinto sobre chapa absorvedora de alumínio e uma fonte alimentadora de água fria. O sistema foi ensaiado para o diagnóstico de seu desempenho térmico e levantamento dos parâmetros necessários para sua caracterização. Para um período de 9:00 às 16:00 horas, foram coletadas periodicamente as temperaturas em pontos internos e externos ao coletor; as temperaturas de entrada e saída do fluxo de água para variadas vazões (60l/h,80 l/h, 100l/h) em regime permanente e a radiação solar global ao longo do período de realização dos ensaios. Calculou-se o coeficiente global de perdas e o rendimento térmico do coletor. Para estimativa da demanda de energia térmica, simulou-se as condições esperadas no período de safra e então avaliou-se as características técnicas para inserção dos coletores no sistema de aquecimento e posteriormente a viabilidade técnico-financeira da solução proposta e configuração final mais indicada para essa instalação de aquecimento solar. Os parâmetros apresentados pelo protótipo são satisfatórios, servem de base para o estudo de sistemas de aquecimento solar no setor da agroindústria e constituem-se como uma solução alternativa viável do ponto de vista técnico, construtivo e financeiro.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349104 - LUIZ GUILHERME MEIRA DE SOUZA
Externo à Instituição - NATANAEYFLE RANDEMBERG GOMES DOS SANTOS - NENHUMA
Externo à Instituição - PEDRO HENRIQUE DE ALMEIDA VARELA - NENHUMA
Notícia cadastrada em: 20/08/2018 16:27
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao