Banca de DEFESA: RONYCLEI RAIMUNDO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RONYCLEI RAIMUNDO DA SILVA
DATA : 27/08/2018
HORA: 07:30
LOCAL: Auditório do CTEC - UFRN
TÍTULO:

ESTUDO DA DENSIFICAÇÃO E MICROESTRUTURA DE UM COMPÓSITO (Mo-Cu) PREPARADO A PARTIR DO PÓ DE HEPTAMOLIBDATO DE AMÔNIA E COBRE


PALAVRAS-CHAVES:

Moagem de alta energia; Compósito Mo-Cu; Pó compósito Mo-Cu nanocristalinos; Sinterização; Contatos elétricos.


PÁGINAS: 120
RESUMO:

O sistema Mo-Cu é um compósito usado na indústria eletroeletrônica como material para contato elétrico e resistência de eletrodo de solda e como dissipador de calor e absorvedor de micro-ondas em dispositivos microeletrônicos. O emprego desse material em tais aplicações se deve as excelentes propriedades de condutividade térmica e elétrica e a possibilidade de ajuste do seu coeficiente de expansão térmica para satisfazer aqueles dos materiais usados como substratos dos semicondutores na indústria microeletrônica. A metalurgia do pó, através dos processos de moagem, conformação por prensagem e sinterização, é uma técnica viável para consolidação desse tipo de material. Entretanto, a mútua insolubilidade de ambas as fases e a baixa molhabilidade do Cu líquido sobre o Mo dificultam a sua densificação. A moagem de alta energia é uma técnica de preparação de pós usada para produzir pós compósitos nanocristalinos com fase amorfa ou solução sólida estendida, os quais aumentam a sinterabilidade de sistemas imiscíveis como o Mo-Cu. Este trabalho investiga a influência do heptamolibdato de amônia (HMA) e da moagem de alta energia na preparação de pó compósitos de HMA-20%Cu e HMA-50%Cu, assim como o efeito das suas preparações na densificação e microestrutura do compósito Mo-Cu produzido. Pós de HMA e Cu na proporção de 20% e de 50% em massa de Cu foram preparados pelas técnicas de mistura manual, e moagem de alta energia em um moinho planetário. Estes pós foram moídos por até 50 horas. Para observar a evolução das características das partículas, amostras de pós foram colhidas após 2, 20 e 50 horas de moagem. Amostras cilíndricas com 5 e 8mm de diâmetro e 4mm de espessura foram obtidas por prensagem uniaxial a 200MPa tanto para os pós misturados como para os moídos. Tais amostras foram sinterizadas a 1200oC por 60 minutos sob uma atmosfera de H2. Para verificar o efeito da taxa de aquecimento na microestrutura do material durante a decomposição e redução do HMA foram usadas as taxas de 5 e 10oC/min. Os pós e as microestruturas dos corpos sinterizados foram caracterizados por DRX, MEV e EDS. As densidades dos corpos verdes e sinterizados foram medidas usando o método geométrico (massa/volume). Medidas de microdureza Vickers com carga de 1N foram efetuadas nas estruturas sinterizadas. A condutividade elétrica foi medida nos corpos de prova sinterizados. A densidade das amostras sinterizadas a uma taxa de aquecimento de 10oC/min. alcançou 97% da densidade teórica do material, enquanto a densidade das amostras sinterizadas a 5oC/min. atingiu e 96% da densidade teórica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2613355 - FRANCINE ALVES DA COSTA
Interno - 096.211.994-68 - CLODOMIRO ALVES JUNIOR - UFRN
Externo ao Programa - 345842 - UILAME UMBELINO GOMES
Externo à Instituição - ANGELUS GIUSEPPE PEREIRA DA SILVA - UENF
Externo à Instituição - GILSON GARCIA DA SILVA - IFRN
Notícia cadastrada em: 15/08/2018 13:58
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao