Banca de DEFESA: RUI CARLOS DE SOUSA MOTA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RUI CARLOS DE SOUSA MOTA
DATA : 11/09/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 414 do CTEC - UFRN
TÍTULO:

PRODUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE UM COMPÓSITO A BASE DE RESINA POLIÉSTER ORTOFTÁLICA UTILIZANDO O EXOCARPO DE LICURI PARTICULADO


PALAVRAS-CHAVES:

Licuri. Resíduo de origem vegetal. Compósito polimérico Ecodesign. Sustentabilidade.


PÁGINAS: 113
RESUMO:

Visando a melhoria e otimização dos processos produtivos, pesquisadores dos mais diversos segmentos buscam apresentar soluções que reduzam custos operacionais e a utilização de matéria-prima empregados na fabricação de bens em geral. O uso de resíduo, de origem vegetal e industrial, atende ao apelo da sustentabilidade e agrega renda aos agricultores familiares e de baixa renda. Este trabalho estuda o aproveitamento do exocarpo da fruta do licurizeiro (Syagro Coronata), palmeira nativa do semiárido baiano e chamada também de nicuri, licuri, Ouricuri etc. e tem como objetivo contribuir para a ampliação da cadeia produtiva, agregando renda ao pequeno produtor e ao agricultor familiar. Para tanto, buscou-se caracterizar e analisar as propriedades mecânicas e térmicas do referido resíduo que hoje não possui utilidade para os agricultores, que após a cominuição pelo processo de impacto (pilão manual) e moagem em um moinho de facas com telas de 1,0 mm e de passar pelo processo de peneiramento para separar as partículas com tamanhos entre 0,0085 e 0,0074 mm e foi caracterizado por MEV, DRX; TG e densidade volumétrica para melhor conhecer suas propriedades. Este particulado foi  utilizado como carga em um compósito polimérico tendo como matriz a resina poliéster ortoftalica pré acelerada em quatro proporções em massa, 10; 20; 30 e 40 % que foram comparadas com a resina pura  e que depois foi caracterizados MEV, por DRX, TG, Condutividade térmica, densidade volumétrica, impacto, absorção de água, tração e flexão em três pontos, para tanto foram fabricadas placas com as dimensão de 400 x 300 x 8 mm e cortado os corpos de provas  de acordo com as normas vigentes, a mistura foi homogeneizada com  a utilização de uma batedeira doméstica por dez minutos a uma rotação de 720 rpm e depois despejada na forma de granito e deixado curar por oito horas e uma pós cura de mais oito horas, depois foi cortado os corpos de prova nas dimensões normatizadas e lixadas e polidas para que não houvesse a menor interferência possível nos resultados. Ficou demonstrado que a formulação com adição de 20% de resíduo apresentou no geral uma melhor performance para utilização estrutural em aplicações que não exijam solicitações mecânicas, assim como um melhor acabamento para utilização em ecodisigner e peças acadêmicas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALINE CRISTINA MENDES DE FARIAS - F.M.Nassau
Externo à Instituição - FERNANDA ALVES RIBEIRO - UFERSA
Externo ao Programa - 1150673 - IRIS OLIVEIRA DA SILVA
Presidente - 348080 - JOSE UBIRAGI DE LIMA MENDES
Externo à Instituição - NATANAEYFLE RANDEMBERG GOMES DOS SANTOS - NENHUMA
Externo à Instituição - RAIMUNDO JORGE SANTOS PARANHOS - IFBA
Notícia cadastrada em: 28/08/2017 12:29
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao